Dia: 6 de agosto de 2020/
-------- PUBLICIDADE --------
Mundo Animal Barra venc dia 04



6 de agosto de 2020
Bahia

PRF recupera 18 cabeças de gado furtadas de fazendas da região da Chapada Diamantina

Foto: Divulgação PRF

Na tarde desta terça-feira (04), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperou 18 cabeças de gado. Dois caminhões envolvidos na ocorrência também foram apreendidos. O flagrante aconteceu no pátio de um posto de combustível, localizado às margens da BR 242, em Lajedinho (BA). Tudo começou quando os PRFs faziam ronda ostensiva na rodovia, nas imediações do entroncamento de Boa Vista do Tupim e foram informados que dois caminhões, em atitude suspeita, estavam estacionados na área externa de um posto de combustível e realizavam transbordo de animais. Prontamente, a equipe se dirigiu ao local e foram visualizados os caminhões estacionados no pátio. Ao avistarem a viatura da PRF, dois homens empreenderam fuga e seguiram para o matagal. Os agentes federais verificaram que um dos caminhões estava com o motor, ainda, em funcionamento. Já o outro apresentava pane mecânica. Estavam com a carroceria ‘virada’ fundo com fundo e pronto para realizar o transbordo das 18 (dezoito) cabeças de gado. Em continuidade às diligências e com informações repassadas pela Polícia Civil (PC) de Itaberaba, descobriu-se ocorrência de furto de gado, registrada por fazendeiros com propriedade rural localizada nos municípios de Santa Terezinha, Rafael Jambeiro e Serra Preta. Foram acionadas forças policiais e buscas estão sendo realizadas na tentativa de capturar os suspeitos do crime. Mesmo em tempos da Covid-19, a PRF alerta que continua com seus procedimentos de fiscalização a fim de garantir a segurança nas rodovias federais em todo país e também intensificou ações para evitar assaltos, porte ilegal de arma, receptação de veículo roubado, contrabando e tráfico de entorpecentes.

Banner Publicitário


6 de agosto de 2020
Bahia

PM desmonta esquema de transporte de maconha com drones em Feira de Santana

Foto: Divulgação SSP/BA

Dois irmãos, traficantes de drogas, que usavam drones para entregar drogas e monitorar viaturas, em Feira de Santana, acabaram descobertos e presos pela 66ª Companhia Independente da Polícia Militar. Quatro equipamentos e pouco mais de 11 kg de maconha foram apreendidos com a dupla, na noite de terça-feira (04). Os militares chegaram até o bairro Lagoa Salgada, após denúncias anônimas, e flagraram um dos irmãos descarregando entorpecentes de um carro e levando para o interior de uma casa. Percebendo a presença da PM, eles jogaram parte do material pela janela, mas terminaram capturados em flagrante. Com a dupla foram apreendidos quatro drones, 11 pacotes grandes de maconha, três pés da mesma erva, uma porção a granel e 15 embalagens menores prontas com o mesmo entorpecente, uma balança, um canivete e R$ 475. “Recebemos informações desses criminosos e estávamos há alguns dias buscando esse flagrante. Importante a população continuar nos ajudando”, declarou o comandante da 66ª CIPM, major Fernando Cardoso. Os irmãos e todo material foram apresentados na Central de Flagrantes de Feira de Santana, onde foram autuados por tráfico de entorpecentes.


6 de agosto de 2020
Bahia

Justiça determina que estado da Bahia defina locais para transferência de presos com Covid-19

Foto: Reprodução/TV Bahia

De acordo com informação divulgada pelo Ministério Público Estadual (MP-BA), na terça-feira (04), a justiça determinou que o estado da Bahia complemente, em até 30 dias, o Plano de Contingência da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), especificando o local, que deve ser administrado pela própria secretaria, para transferência imediata de presos sintomáticos ou diagnosticados com coronavírus e que estão custodiados nas carceragens policiais pelo estado. De acordo com informações do G1, segundo o órgão, a decisão saiu no final da semana passada e atendeu a um pedido formulado por meio do Grupo Especial de Atuação para o Controle Externo da Atividade Policial (Gacep), após a Justiça negar pedido liminar em ação civil pública, ajuizada no dia 24 de julho. Ainda de acordo com o órgão, a decisão do desembargador Mário Augusto Albiani Alves Júnior estabeleceu ainda que a SEAP determine um local para a transferência dos presos com sintomas ou diagnóstico de Covid-19 que receberam alta após atendimento na rede pública de saúde em todo o Estado. Além disso, a SEAP deverá promover um Plano de Ação para a assistência à saúde, a testagem e o isolamento dos presos custodiados que tenham sintomas ou diagnóstico do novo coronavírus ou tenham tido contato com portadores da doença.


6 de agosto de 2020
Brasil

Ministério da Saúde lança campanha de incentivo à amamentação

Foto: Reprodução

Os índices de amamentação cresceram no Brasil nos últimos anos. É o que mostra um estudo divulgado nesta terça-feira (4) pelo Ministério da Saúde, em meio a Semana Mundial de Aleitamento Materno 2020. Os dados apontam que, atualmente, mais da metade (53%) das crianças continuam sendo amamentadas no primeiro ano de vida.  Entre as crianças menores de quatro meses, 60% se alimentam exclusivamente do leite materno. Já entre as menores de seis meses, o índice é de 45,7%. Ainda, 60,9% das crianças menores de dois anos foram amamentadas. Os dados são do resultado preliminar do Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (Enani). Foram avaliadas 14.505 crianças menores de cinco anos entre fevereiro de 2019 e março de 2020.  De acordo com o Ministério da Saúde, ao comparar dados de uma pesquisa do ministério de 2006 com o Enani, há um aumento de 15 vezes na prevalência de aleitamento materno exclusivo entre as crianças menores de 4 meses, e de 8,6 vezes.  Em relação ao aleitamento materno continuado até os dois anos, o aumento foi de 22,7 vezes no primeiro ano de vida e de 23,5 em menores de dois anos, em comparação com os dados de pesquisa realizada em 1986.  A orientação é que o leito materno seja o alimento exclusivo nos primeiros seis meses por ser completo para o bebê e oferecer os nutrientes para que ele se desenvolva saudável. A partir dessa idade, e até os dois anos ou mais, a recomendação é que a amamentação seja mantida junto com o consumo de alimentos. Para incentivar que cada vez mais mulheres amamentem, e como parte da Semana Mundial do Aleitamento Materno 2020, o Ministério da Saúde lançou a campanha “Apoie a amamentação: proteger o futuro é um papel de todos”.


Tags: