Gastos de quase R$1 Milhão: Ministério Público aceita denúncia de vereadores contra prefeito de Itaetê » INFORMEBARRA
SUPER L Mundo Animal Barra venc dia 04 Rural Shop por ano Sonhos Colchões novo
Banner do Susy Zanfretta Casa Nova banner atual Instituto Mix de Barra da Estiva Banner da Farma Vip atualizado
11 julho 2018

Gastos de quase R$1 Milhão: Ministério Público aceita denúncia de vereadores contra prefeito de Itaetê

Foto: Divulgação

O Tribunal de Contas dos Municípios, na sessão de terça-feira (10/07), julgou procedente parcialmente a denúncia formulada por vereadores do município de Itaetê, contra o prefeito Valdes Brito Souza, pela contratação sem licitação, de diversas empresas para prestação de serviços, que geraram um dispêndio para a prefeitura de R$ 919.891,80. As contratações, julgadas irregulares, se deram em 2017.

O relator, conselheiro Paolo Marconi, determinou a formulação de representação ao Ministério Público Estadual contra o prefeito para que seja apurada a prática de ato criminoso contra a administração pública, e imputou multa no valor de R$8 mil.

Segundo a relatoria, as contratações públicas, “sejam decorrentes de procedimento licitatório ou por dispensa de licitação, devem ser precedidas de uma ampla avaliação de propostas e efetiva pesquisa de preços – que devem ser, necessariamente, documentadas de juntadas ao processo”.

O ex-prefeito – ficou constatado – não apresentou documentos que justificassem a contratação direta, por inexigibilidade, das empresas. A relatoria concluiu que o gestor não justificou a suposta situação de emergência utilizada como fundamento para a contratação das empresas por dispensa de licitação.

Conclui-se, também, que as contratações da Cooperativa de Administração e Apoio Logístico e da Cooperativa de Trabalho de Profissionais de Saúde foram renovadas mais de uma vez, onde, apenas a cooperativa de saúde foi remunerada em R$ 203.400,00.

O Ministério Público de Contas opinou pela procedência parcial da denúncia com aplicação de multa ao gestor e a representação ao Ministério Público do Estado. O parecer foi acolhido pelo relator e aprovado pelos demais conselheiros.

Cabe recurso da decisão.




Banner cafe original Planejar Barra da Estiva Barra Gesso editado Taisan Auto Banner novo da lider
AQUIVO INFORMEBARRA
Todos os direitos reservados à informebarra.com.br