Tag: Brasil/
-------- PUBLICIDADE --------
Mundo Animal Barra venc dia 04



15 de janeiro de 2021
Sa√ļde

Covid-19: Vacinação começará ao mesmo tempo em todos os estados do Brasil

O Minist√©rio da Sa√ļde informou nesta quarta-feira (13), durante coletiva de imprensa, que a vacina√ß√£o contra a covid-19 dever√° come√ßar simultaneamente em todos os estados do pa√≠s. Segundo o secret√°rio executivo da pasta, √Člcio Franco, os imunizantes devem ser distribu√≠dos assim que a Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) validar o uso emergencial. De acordo com informa√ß√Ķes da Ag√™ncia Brasil, a reuni√£o da Anvisa que vai bater o martelo sobre os pedidos do Instituto Butantan, em parceria com a farmac√™utica chinesa Sinovac, e da Funda√ß√£o Oswaldo Cruz (Fiocruz), em parceira com o cons√≥rcio AstraZeneca/Oxford, ser√° realizada no pr√≥ximo domingo (17). “√Č uma diretriz e n√≥s iremos iniciar a vacina√ß√£o simultaneamente nos 26 estados e no Distrito Federal. Ent√£o, n√£o vai come√ßar por um estado, ela come√ßar√° em todos os estados ao mesmo tempo. Isso dentro de uma gest√£o tripartite, uma vez que quem executa a imuniza√ß√£o √© o munic√≠pio. √Č feita distribui√ß√£o log√≠stica para os estados, secretarias estaduais de sa√ļde, e destas para as secretarias municipais e para os postos de vacina√ß√£o, at√© termos a capilaridade em nossos 38 mil postos de vacina√ß√£o”, informou. De acordo com Franco, todos os 5.570 munic√≠pios receber√£o doses de vacinas, come√ßando pelas capitais. As primeiras doses a serem distribu√≠das s√£o de vacinas importadas: seis milh√Ķes da CoronaVac (Sinovac/Instituto Butantan) e dois milh√Ķes de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz. Nos pr√≥ximos meses, por acordo de transfer√™ncia de tecnologia, tanto a Fiocruz quanto o Instituto Butantan v√£o produzir doses da vacina em territ√≥rio nacional para dar continuidade ao plano nacional de imuniza√ß√£o.  Questionado se o governo tem uma data para iniciar a vacina√ß√£o, o secret√°rio executivo disse que isso ainda n√£o foi definido. 


11 de janeiro de 2021
Sa√ļde

Covid-19: SUS ter√° exclusividade sobre a CoronaVac, afirma Minist√©rio da Sa√ļde

Foto: Reprodução

O Minist√©rio da Sa√ļde reafirmou, em nota, que todas as doses da vacinas contra o novo coronav√≠rus que o Instituto Butantan produzir ou importar ser√£o adquiridas pelo governo federal e distribu√≠das exclusivamente no Sistema √önico de Sa√ļde (SUS). De acordo com informa√ß√Ķes da Ag√™ncia Brasil, segundo a pasta, t√©cnicos ministeriais e representantes do laborat√≥rio paulista reuniram-se ontem (8) para discutir a incorpora√ß√£o da CoronaVac ao Plano Nacional de Operacionaliza√ß√£o da Vacina√ß√£o Contra a Covid-19. Ao fim do encontro, ficou acertado que o governo federal ter√° o direito de exclusividade de compra de todo imunizante que o Butantan produzir ou importar. Al√©m disso, caber√° ao minist√©rio disponibilizar a CoronaVac para os 26 estados brasileiros, mais o Distrito Federal, simultaneamente e proporcionalmente ao tamanho da popula√ß√£o de cada unidade federativa. Na quinta-feira (7), o ministro da Sa√ļde, Eduardo Pazuello, tinha anunciado a assinatura de um contrato com o Instituto Butantan para adquirir at√© 100 milh√Ķes de doses da CoronaVac. Esse contrato, no entanto, previa a compra inicial de 46 milh√Ķes de unidades a serem entregues at√© abril deste ano e a possibilidade de aquisi√ß√£o de mais 54 milh√Ķes posteriormente. O valor total da compra passa de R$ 2.677 bilh√Ķes, inclu√≠das todas as despesas ordin√°rias diretas e indiretas decorrentes da execu√ß√£o contratual, inclusive tributos e/ou impostos, encargos sociais, trabalhistas, previdenci√°rios, fiscais e comerciais, taxa de administra√ß√£o, frete e seguro, entre outras. O contrato j√° assinado estabelece que o pagamento seja realizado ap√≥s a Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) conceder ao laborat√≥rio o registro ou a autoriza√ß√£o para uso emergencial da vacina.


Tags:
7 de janeiro de 2021
Sa√ļde

Covid-19: 354 milh√Ķes de doses da vacina est√£o asseguradas em 2021, diz Pazuello

O ministro da Sa√ļde, Eduardo Pazuello, afirmou hoje (6), em pronunciamento em rede nacional de r√°dio e TV, que o Brasil tem asseguradas, para este ano, 354 milh√Ķes de doses de vacinas contra a covid-19. Do total, 254 milh√Ķes ser√£o produzidas pela Funda√ß√£o Oswaldo Cruz (Fiocruz), em parceria com a AstraZeneca, e 100 milh√Ķes pelo Butantan, em parceria com a empresa Sinovac. De acordo com informa√ß√Ķes da Ag√™ncia Brasil, Pazuello anunciou tamb√©m a edi√ß√£o de uma medida provis√≥ria que trata de a√ß√Ķes excepcionais para aquisi√ß√£o de vacinas, insumos, bens e servi√ßos de log√≠stica. O ministro informou que o minist√©rio est√° em processo de negocia√ß√£o com os laborat√≥rios Gamaleya, da R√ļssia, Janssen, Pfizer e Moderna, dos Estados Unidos, e Barat Biotech, da √ćndia. Segundo Pazuello, est√£o dispon√≠veis atualmente cerca de 60 milh√Ķes de seringas e agulhas. ‚ÄúOu seja, um n√ļmero suficiente para iniciar a vacina√ß√£o da popula√ß√£o ainda neste m√™s de janeiro‚ÄĚ, disse o ministro. ‚ÄúTemos, tamb√©m, a garantia da Organiza√ß√£o Panamericana de Sa√ļde [Opas] de que receberemos mais 8 milh√Ķes de seringas e agulhas em fevereiro, al√©m de outras 30 milh√Ķes j√° requisitadas √† Abimo [Associa√ß√£o Brasileira da Ind√ļstria de Artigos e Equipamentos M√©dicos e Odontol√≥gicos], a associa√ß√£o dos produtores de seringas‚ÄĚ.  Pazuello destacou que o Brasil est√° preparado logisticamente para a opera√ß√£o de vacina√ß√£o. ‚ÄúHoje, o Minist√©rio da Sa√ļde est√° preparado e estruturado em termos financeiros, organizacionais e log√≠sticos para executar o Plano Nacional de Operacionaliza√ß√£o da Vacina√ß√£o contra a Covid-19‚ÄĚ, disse. Sobre a vacina da Pfizer, o ministro destacou os esfor√ßos para resolver as ‚Äúimposi√ß√Ķes que n√£o encontram amparo na legisla√ß√£o brasileira‚ÄĚ, como a isen√ß√£o de responsabiliza√ß√£o civil por efeitos colaterais da vacina√ß√£o e a cria√ß√£o de um fundo cau√ß√£o para custear poss√≠veis a√ß√Ķes judiciais. O ministro disse ainda que em breve o Brasil ser√° exportador de vacinas para a regi√£o.


Tags:
29 de dezembro de 2020
Sa√ļde

Covid-19: Ministério diz que estados receberão vacina simultaneamente

O ministro da Sa√ļde, Eduardo Pazuello, disse, durante entrevista ao programa Brasil em Pauta, da TV Brasil, que todos os estados receber√£o a vacina simultaneamente. “Independentemente da quantidade da vacina, ela ser√° distribu√≠da igualitariamente dentro da proporcionalidade dos estados”. A entrevista com Pazuello vai ao ar neste domingo (27), √†s 19h30. De acordo com informa√ß√Ķes da Ag√™ncia Brasil, a previs√£o do Minist√©rio da Sa√ļde √© que 24,7 milh√Ķes de doses de vacinas estejam dispon√≠veis em janeiro. ‚ÄúO cronograma de distribui√ß√£o e imuniza√ß√£o √© um anexo do nosso plano de imuniza√ß√£o”, disse Pazuello, ao acrescentar que o cronograma pode sofrer mudan√ßas. “Voc√™ faz a previs√£o quando contrata, mas √†s vezes adianta, √†s vezes atrasa, e a gente vai atualizando esse cronograma.” A expectativa de Pazuello √© que alguns grupos priorit√°rios comecem a receber a primeira dose da vacina contra a covid-19 no final de janeiro. A vacina√ß√£o em massa deve come√ßar a partir de fevereiro. Segundo o ministro, a vacina√ß√£o da popula√ß√£o em geral deve come√ßar cerca de quatro meses ap√≥s o t√©rmino da imuniza√ß√£o dos grupos priorit√°rios. Segundo o Plano Nacional de Imuniza√ß√£o, nas primeiras fases ser√£o vacinados grupos espec√≠ficos, como trabalhadores da sa√ļde, idosos, pessoas com comorbidades, profissionais de seguran√ßa, ind√≠genas e quilombolas. O ministro garantiu que a vacina ser√° volunt√°ria e disponibilizada, de forma gratuita, nas salas de vacina√ß√£o em cada munic√≠pio.


Tags:
29 de dezembro de 2020
Notícias

Governo estabelece novas regras para quem entra no Brasil a partir do dia 30

Foto: Agência Brasil

A partir do dia 30 de dezembro de 2020, para entrar no Brasil por via a√©rea, os viajantes vindos do exterior devem preencher a Declara√ß√£o de Sa√ļde do Viajante (DSV) e apresentar teste negativo para Covid-19. A medida foi publicada no Di√°rio Oficial da Uni√£o (DOU), na Portaria n¬ļ 630, de 17 de dezembro de 2020, da Presid√™ncia da Rep√ļblica e ministros da Justi√ßa e Seguran√ßa P√ļblica e da Sa√ļde. A norma atende √† recomenda√ß√£o da Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) por motivos sanit√°rios relacionados com os riscos de contamina√ß√£o e dissemina√ß√£o da Covid-19. Antes do embarque para o Brasil, o viajante dever√° apresentar √† companhia a√©rea o e-mail de comprova√ß√£o do preenchimento da Declara√ß√£o de Sa√ļde do Viajante (DSV) impresso ou por meio digital. A declara√ß√£o tem por objetivo conhecer a situa√ß√£o de sa√ļde do viajante antes do embarque. Ao preencher a DSV, o viajante tamb√©m assinala concordar em atender as medidas sanit√°rias adotadas pelas autoridades brasileiras durante o per√≠odo em que estiver no Brasil. O descumprimento do disposto na portaria implicar√° para o infrator responsabiliza√ß√£o civil, administrativa e penal, e, no caso de estrangeiros, repatria√ß√£o ou deporta√ß√£o imediata e inabilita√ß√£o de pedido de ref√ļgio. N√£o ser√° permitido o ingresso no Brasil de viajante procedente do exterior que n√£o portar a DSV. Antes do embarque para o Brasil, o viajante dever√° apresentar √† companhia a√©rea um laudo do teste de RT-PCR com resultado negativo/n√£o reagente para o novo coronav√≠rus. O teste de RT-PCR deve ser feito com anteced√™ncia de at√© 72 horas antes do embarque para o Brasil.


Tags:
24 de dezembro de 2020
Brasil

Brasil tem 7,36 milh√Ķes de casos de covid-19 e 189,22 mil mortes

Foto: Amanda Perobelli/Reuters

O balan√ßo divulgado nesta quarta-feira (23) pelo Minist√©rio da Sa√ļde registra 46.696 novos casos de covid-19 nas √ļltimas 24 horas. Desde o in√≠cio da pandemia, j√° foram notificados 7.365.517 casos da doen√ßa. At√© as 18h de hoje, houve registro de¬† 961 mortes, totalizando 189.220 √≥bitos. De acordo com informa√ß√Ķes da Ag√™ncia Brasil, segundo a pasta, 6.405.356 pessoas (87%) j√° se recuperaram da covid-19. O balan√ßo do minist√©rio √© feito a partir de registros reunidos pelas secretarias estaduais de Sa√ļde e enviados √† pasta para consolida√ß√£o. S√£o Paulo se mant√©m com o maior n√ļmero de casos e chegou a 1.409.140 pessoas contaminadas. Os outros estados com maior n√ļmero de casos no pa√≠s s√£o Minas Gerais (510.219) e Bahia (476.955). J√° o Acre tem o menor n√ļmero de casos (40.399), seguido de Amap√° (65.938) e Roraima (67.909).


Tags:
18 de dezembro de 2020
Notícias

Assinada MP de R$ 20 bilh√Ķes para vacina√ß√£o contra a Covid-19

O Presidente da Rep√ļblica, Jair Bolsonaro, assinou, nesta quinta-feira (17), Medida Provis√≥ria (MP) que libera cr√©dito extraordin√°rio de R$ 20 bilh√Ķes para vacina√ß√£o contra a Covid-19. Com os recursos, o Governo ter√° condi√ß√Ķes de adquirir as primeiras vacinas que tenham o uso autorizado pela Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa). Al√©m disso, ser√° poss√≠vel cobrir despesas com a compra das doses de vacina, seringas, agulhas, log√≠stica, comunica√ß√£o e o que for necess√°rio para imunizar a popula√ß√£o. ‚ÄúT√£o logo tenhamos uma vacina certificada pela Anvisa, ela estar√° √† disposi√ß√£o de todo o Brasil de forma gratuita e volunt√°ria‚ÄĚ, ressaltou o Presidente. De acordo com a Secretaria-Geral da Presid√™ncia da Rep√ļblica, o valor n√£o √© destinado a alguma vacina espec√≠fica e poder√° ser utilizado conforme o planejamento e as necessidades do Minist√©rio da Sa√ļde. Segundo o Plano Nacional de Operacionaliza√ß√£o da Vacina contra a Covid-19, apresentado nessa quarta-feira (16), o Governo Federal adquirir√° a vacina e a distribui√ß√£o aos estados ocorrer√° em at√© cinco dias ap√≥s aval da Anvisa. O Minist√©rio da Sa√ļde informou que todos os estados ser√£o tratados de forma igualit√°ria, proporcional e gr√°tis, recebendo vacinas registradas e com garantia de seguran√ßa e efic√°cia. A vacina√ß√£o seguir√° um cronograma e come√ßar√° com grupos priorit√°rios. A expectativa √© que essas pessoas sejam imunizadas at√© o fim do primeiro semestre de 2021.


15 de dezembro de 2020
Cidades

Casos di√°rios de Covid-19 no Brasil se aproximam do pico de julho

Desde o in√≠cio de novembro, os casos de covid-19 no Brasil voltaram a subir e est√£o quase no mesmo n√≠vel do pico de julho, em novos casos di√°rios na m√©dia m√≥vel de sete dias. Os dados s√£o do Monitora Covid-19, do Instituto de Comunica√ß√£o e Informa√ß√£o Cient√≠fica e Tecnol√≥gica em Sa√ļde, da Funda√ß√£o Oswaldo Cruz (ICICT/Fiocruz). De acordo com informa√ß√Ķes da Ag√™ncia Brasil, durante toda a pandemia, o dia em que foram registrados mais casos novos de covid-19 no pa√≠s foi 29 de julho, com 46.393. Ap√≥s esse dado, a tend√™ncia geral de cont√°gio se manteve em queda, atingindo o m√≠nimo de 16.727 casos novos no dia 6 de novembro. Os dados atualizados ontem (13) apontam para 42.630,29 casos novos. Na sexta-feira (11), o pa√≠s notificou 43.179,86 casos na m√©dia m√≥vel de sete dias. H√° um m√™s, no dia 14 de novembro, a tend√™ncia de alta era percebida, com 27.917 casos. No domingo passado (6), chegaram a 41.257,14. No registro de √≥bitos em m√©dias m√≥veis, o pa√≠s se manteve num patamar acima de 900 casos por dia entre 23 de maio e 27 de agosto. A queda se manteve constante at√© o pico m√≠nimo de 323,86 no dia 11 de novembro. No domingo passado a tend√™ncia de alta se consolidava com 586,86 e ontem foram 637,29 mortes causadas pela covid-19 no pa√≠s. O Brasil acumula 6.901.952 casos de covid-19 e 181.402 √≥bitos, segundo os dados divulgados ontem pelo Minist√©rio da Sa√ļde.


Tags:
2 de dezembro de 2020
Sa√ļde

Covid-19: m√©dia dos √ļltimos sete dias √© de 521 mortes, aponta Fiocruz

A m√©dia m√≥vel de mortes por covid-19 dos √ļltimos sete dias passou de 483,57, no domingo, dia 22 de novembro, para 521,43 novos √≥bitos, ontem (29).¬† Os n√ļmeros s√£o do indicador Monitora Covid-19, da Funda√ß√£o Oswaldo Cruz (Fiocruz). Na compara√ß√£o com os 30 dias anteriores, a diferen√ßa sobe: no dia 29 de outubro, foram registradas 438,43 novas mortes. De acordo com informa√ß√Ķes da Ag√™ncia Brasil, a m√©dia m√≥vel √© um indicador considerado importante por pesquisadores para avaliar a tend√™ncia da pandemia, com menor interfer√™ncia das oscila√ß√Ķes di√°rias. O c√°lculo √© feito a partir do n√ļmero de mortes registradas nas √ļltimas 24 horas, somadas √†s que ocorreram nos seis dias anteriores, e o resultado √© dividido por sete.¬† Segundo o Monitora-Covid-19, a m√©dia m√≥vel de novos casos dos √ļltimos sete dias no Brasil tamb√©m aumentou. Eram 29.758,29 no dia 22 de novembro e ontem alcan√ßou 34.762,71. O Brasil registrou nesse domingo 6.314.740 casos confirmados do novo coronav√≠rus, conforme balan√ßo divulgado pelo Minist√©rio da Sa√ļde. Desde o in√≠cio da pandemia ocorreram em todo o pa√≠s 172.833 √≥bitos. Conforme o balan√ßo, 563.789 pessoas est√£o em acompanhamento. O n√ļmero de recuperados est√° em 5.578.118.


Tags:
12 de novembro de 2020
Brasil

Mais de 5 milh√Ķes de brasileiros j√° se recuperaram da Covid-19

O Brasil j√° registra mais de 5 milh√Ķes de pessoas curadas da Covid-19. No mundo, estima-se que pelo menos 29 milh√Ķes de pessoas diagnosticadas com o coronav√≠rus j√° se recuperaram. O n√ļmero de pessoas curadas no Brasil √© superior √† quantidade de casos ativos (364.575), que s√£o os pacientes em acompanhamento m√©dico. O registro de pessoas curadas j√° representa a maioria do total de registros acumulados. Com rela√ß√£o ao total de diagn√≥sticos, o Brasil acumula 5.664.115 casos, sendo que 10.554 foram confirmados nas √ļltimas 24 horas. Ao todo, 162.397 pessoas morreram por coronav√≠rus no pa√≠s. O Minist√©rio da Sa√ļde tem repassado verbas extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema √önico de Sa√ļde (SUS), com envio de recursos humanos (m√©dicos e profissionais de sa√ļde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagn√≥stico, habilita√ß√Ķes de leitos de UTI para casos graves e grav√≠ssimos e Equipamentos de Prote√ß√£o Individual (EPIS) para os profissionais de sa√ļde.


Tags: