Tag: Brasil/
-------- PUBLICIDADE --------

Nenhum banner cadastrado no momento




9 de março de 2021
Brasil

Covid-19: Governo estima receber at√© 28 milh√Ķes de doses de vacinas neste m√™s

Foto: Agência Brasil

O ministro da Sa√ļde, Eduardo Pazuello, disse nesta segunda-feira (08) que espera ter, neste m√™s, de 25 milh√Ķes at√© 28 milh√Ķes de doses entregues aos estados para cumprir o Plano Nacional de Imuniza√ß√£o (PNI). Pazuello apresentou a estimativa ap√≥s uma reuni√£o na Funda√ß√£o Oswaldo Cruz, da qual participaram o governador do Piau√≠, Wellington Dias, e representantes da Fiocruz e do Itamaraty. De acordo com informa√ß√Ķes da Ag√™ncia Brasil, outros governadores participaram da reuni√£o por videoconfer√™ncia, assim como a presidente da Fiocruz, N√≠sia Trindade, que est√° de quarentena por ter tido contato com uma pessoa diagnosticada com covid-19. Segundo Pazuello, o objetivo do encontro era discutir com a Fiocruz todas as demandas relacionadas √† vacina da AstraZeneca/Oxford. Ele citou os imunizantes produzidos com ingrediente farmac√™utico ativo (IFA) importado da China, as doses prontas vindas do laborat√≥rio Serum da √ćndia, a produ√ß√£o do IFA nacional com assimila√ß√£o da tecnologia no contrato com a farmac√™utica e, ainda, a vacina pronta importada de um laborat√≥rio da Coreia, por interm√©dio do cons√≥rcio Covax Facility, formado por v√°rios pa√≠ses para o desenvolvimento de imunizantes. Pazuello destacou que, nesta segunda-feira, o minist√©rio est√° recebendo 2,5 milh√Ķes de doses do Instituto Butantan, que ser√£o distribu√≠dos aos estados durante a semana. O ministro disse que conta ainda com uma entrega da Fiocruz de vacinas AstraZeneca/Oxford. ‚ÄúA nossa previs√£o √© que a Anvisa e a Fiocruz ajustem os processos nesta semana, para que, a partir da pr√≥xima, ou no m√°ximo na outra semana, j√° tenhamos tamb√©m entregas da Fiocruz, somadas semanalmente com as do Butantan.‚ÄĚ


Tags:
2 de março de 2021
Sa√ļde

Covid-19: Brasil recebe novo lote com insumos para mais 12 milh√Ķes de doses de vacina

Foto: Divulgação/Fiocruz

O Brasil recebeu, em voo procedente da China, novo lote de Ingrediente Farmac√™utico Ativo (IFA) para a produ√ß√£o, pela Funda√ß√£o Oswaldo Cruz (Fiocruz), da vacina da AstraZeneca/Universidade de Oxford contra a Covid-19. Essa √© a maior carga de IFA que a Fiocruz recebeu at√© o momento. O novo lote possibilitar√° a produ√ß√£o de 12 milh√Ķes de doses de vacina em territ√≥rio nacional. As doses ser√£o distribu√≠das no √Ęmbito do Programa Nacional de Imuniza√ß√£o (PNI). No in√≠cio de fevereiro, o Brasil recebeu o primeiro lote do IFA da vacina da AstraZeneca/Oxford, permitindo a produ√ß√£o de 2,8 milh√Ķes de doses. A previs√£o √© de que a primeira remessa de vacinas produzidas na Fiocruz seja entregue ao PNI na segunda quinzena de mar√ßo. At√© junho, s√£o esperados mais lotes de insumos vindos da China para a fabrica√ß√£o, em solo brasileiro, de um total de 100,4 milh√Ķes de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford.


Tags:
4 de fevereiro de 2021
Sa√ļde

Covid-19: governo negocia compra de mais 30 milh√Ķes de doses de vacina

Foto: Agência Brasil

Representantes do Minist√©rio da Sa√ļde, do instituto russo Gamaleya, fabricante da vacina Sputnik V, e do laborat√≥rio indiano Bharat Biotech, fornecedor do imunizante Covaxin, re√ļnem-se na pr√≥xima sexta-feira (5) para negociar a aquisi√ß√£o de mais 30 milh√Ķes de doses de vacinas contra a covid-19. Segundo o Minist√©rio da Sa√ļde, o avan√ßo nas negocia√ß√Ķes foi decidido depois que a Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) autorizou o novo protocolo com simplifica√ß√£o do processo de concess√£o de uso emergencial e tempor√°rio de vacinas, dispensando a realiza√ß√£o de estudos cl√≠nicos de Fase 3. O minist√©rio espera ter acesso aos imunizantes ainda neste m√™s. No encontro, ser√£o discutidos tamb√©m os termos contratuais, de acordo com as minutas de contrato solicitadas nesta quarta-feira (3), incluindo as bases das negocia√ß√£o, al√©m do cronograma de entrega e dos valores das doses dos imunizantes. A farmac√™utica russa Gamaleya, que instalou uma linha de produ√ß√£o no Distrito Federal, adiantou ao Minist√©rio da Sa√ļde que, havendo acordo com a pasta, ter√° condi√ß√Ķes para entregar 10 milh√Ķes da Sputnik V, que ser√£o importadas da R√ļssia, nos meses de fevereiro e mar√ßo. A empresa russa informou que, a partir de abril, passar√° a produzir mensalmente o Ingrediente Farmac√™utico Ativo (IFA) e 8 milh√Ķes de doses no Brasil. O laborat√≥rio indiano Bharat Biotech tamb√©m disse acreditar no √™xito das negocia√ß√Ķes com o governo brasileiro. Caso isso se viabilize, poder√° entregar mais 8 milh√Ķes de doses da Covaxin ainda neste m√™s. A empresa afirmou ter condi√ß√Ķes de entregar mais 12 milh√Ķes de sua vacina em mar√ßo.


Tags:
2 de fevereiro de 2021
Sa√ļde

Covid-19: mortes somam mais de 225 mil e casos, 9,2 milh√Ķes

Foto: Itamar Crispim/Fiocruz

O n√ļmero de pessoas que n√£o resistiram √† covid-19 no Brasil subiu para 225.099. Em 24 horas, foram registradas 595 mortes. H√° ainda 2.866 √≥bitos em investiga√ß√£o no pa√≠s J√° o total de pessoas infectadas pelo coronav√≠rus desde o in√≠cio da pandemia chegou a 9.229.322. Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanit√°rias 24.591 novos casos. De acordo com informa√ß√Ķes da Ag√™ncia Brasil, os dados est√£o na atualiza√ß√£o di√°ria do Minist√©rio da Sa√ļde, divulgada na noite desta segunda-feira (1¬ļ). O balan√ßo √© produzido a partir de informa√ß√Ķes fornecidas pelas secretarias estaduais de sa√ļde. H√°, ao todo, 926.256 pessoas com casos ativos da doen√ßa em acompanhamento por profissionais de sa√ļde e 8.077.967 pacientes j√° se recuperaram. Na lista de estados com mais mortes est√£o S√£o Paulo (53.090), Rio de Janeiro (29.848), Minas Gerais (15.094), Rio Grande do Sul (10.715) e Cear√° (10.477). As unidades da Federa√ß√£o com menos √≥bitos s√£o Roraima (856), Acre (873), Amap√° (1.064), Tocantins (1.386) e Rond√īnia (2.259). Em n√ļmero de casos, S√£o Paulo tamb√©m lidera (1.779.722), seguido por Minas Gerais (736.265), Bahia (589.234), Santa Catarina (578.550) e Paran√° (551.985).


Tags:
18 de janeiro de 2021
Sa√ļde

Covid-19: Enfermeira de SP é a 1ª vacinada no Brasil

Foto: Reprodução BBC News

Uma enfermeira do instituto de infectologia Em√≠lio Ribas foi a primeira pessoa a ser vacinada no pa√≠s contra o coronav√≠rus ap√≥s a aprova√ß√£o do uso emergencial feito pela Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa). De acordo com informa√ß√Ķes da BBC News, a aplica√ß√£o ocorreu por volta das 15h30 deste domingo (17) no Hospital das Cl√≠nicas de S√£o Paulo, pouco depois de a Anvisa autorizar o uso por unanimidade das doses importadas pelo Instituto Butantan e pela Fiocruz. Segundo o governo paulista, a enfermeira M√īnica Calazans, de 54 anos, √© diab√©tica e hipertensa e se voluntariou para atuar na linha de frente contra a covid-19. O imunizante foi aplicado por J√©ssica Pires de Camargo, 30 anos, enfermeira de Controle de Doen√ßas e Mestre de Sa√ļde Coletiva pela Santa Casa de S√£o Paulo.


Tags:
18 de janeiro de 2021
Sa√ļde

Anvisa aprova uso emergencial de vacinas contra Covid-19 no Brasil

Por unanimidade, os cinco diretores da Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) aprovaram neste domingo (17) o uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford contra a covid-19. A decis√£o depende de publica√ß√£o no Di√°rio Oficial e de comunica√ß√£o aos laborat√≥rios para entrar em vigor. A maioria na dire√ß√£o da ag√™ncia foi alcan√ßada √†s 14h54, quando o diretor Alex Machado Campos tornou-se o terceiro a votar favoravelmente √† imuniza√ß√£o em car√°ter emergencial com as duas vacinas. No in√≠cio da tarde, as tr√™s √°reas t√©cnicas da Anvisa haviam recomendado a aprova√ß√£o do uso emergencial. As ger√™ncias de Medicamentos, de Monitoramento de Produtos e de Inspe√ß√£o e Fiscaliza√ß√£o Sanit√°ria deram parecer favor√°vel. A recomenda√ß√£o, no entanto, precisava ser submetida √† diretoria do √≥rg√£o. Ap√≥s a reuni√£o, a decis√£o foi publicada na p√°gina da Anvisa na internet, no extrato de delibera√ß√Ķes da diretoria. Existe a possibilidade de o Di√°rio Oficial da Uni√£o publicar uma edi√ß√£o extra com o resultado da vota√ß√£o. O uso emergencial pode ser liberado ap√≥s a publica√ß√£o oficial e assim que houver comunica√ß√£o formal aos laborat√≥rios. No caso da CoronaVac, a relatora do caso pediu a assinatura de um termo de compromisso, que tamb√©m precisa ser publicado em Di√°rio Oficial.


Tags:
15 de janeiro de 2021
Sa√ļde

Covid-19: Vacinação começará ao mesmo tempo em todos os estados do Brasil

O Minist√©rio da Sa√ļde informou nesta quarta-feira (13), durante coletiva de imprensa, que a vacina√ß√£o contra a covid-19 dever√° come√ßar simultaneamente em todos os estados do pa√≠s. Segundo o secret√°rio executivo da pasta, √Člcio Franco, os imunizantes devem ser distribu√≠dos assim que a Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) validar o uso emergencial. De acordo com informa√ß√Ķes da Ag√™ncia Brasil, a reuni√£o da Anvisa que vai bater o martelo sobre os pedidos do Instituto Butantan, em parceria com a farmac√™utica chinesa Sinovac, e da Funda√ß√£o Oswaldo Cruz (Fiocruz), em parceira com o cons√≥rcio AstraZeneca/Oxford, ser√° realizada no pr√≥ximo domingo (17). “√Č uma diretriz e n√≥s iremos iniciar a vacina√ß√£o simultaneamente nos 26 estados e no Distrito Federal. Ent√£o, n√£o vai come√ßar por um estado, ela come√ßar√° em todos os estados ao mesmo tempo. Isso dentro de uma gest√£o tripartite, uma vez que quem executa a imuniza√ß√£o √© o munic√≠pio. √Č feita distribui√ß√£o log√≠stica para os estados, secretarias estaduais de sa√ļde, e destas para as secretarias municipais e para os postos de vacina√ß√£o, at√© termos a capilaridade em nossos 38 mil postos de vacina√ß√£o”, informou. De acordo com Franco, todos os 5.570 munic√≠pios receber√£o doses de vacinas, come√ßando pelas capitais. As primeiras doses a serem distribu√≠das s√£o de vacinas importadas: seis milh√Ķes da CoronaVac (Sinovac/Instituto Butantan) e dois milh√Ķes de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz. Nos pr√≥ximos meses, por acordo de transfer√™ncia de tecnologia, tanto a Fiocruz quanto o Instituto Butantan v√£o produzir doses da vacina em territ√≥rio nacional para dar continuidade ao plano nacional de imuniza√ß√£o.  Questionado se o governo tem uma data para iniciar a vacina√ß√£o, o secret√°rio executivo disse que isso ainda n√£o foi definido. 


11 de janeiro de 2021
Sa√ļde

Covid-19: SUS ter√° exclusividade sobre a CoronaVac, afirma Minist√©rio da Sa√ļde

Foto: Reprodução

O Minist√©rio da Sa√ļde reafirmou, em nota, que todas as doses da vacinas contra o novo coronav√≠rus que o Instituto Butantan produzir ou importar ser√£o adquiridas pelo governo federal e distribu√≠das exclusivamente no Sistema √önico de Sa√ļde (SUS). De acordo com informa√ß√Ķes da Ag√™ncia Brasil, segundo a pasta, t√©cnicos ministeriais e representantes do laborat√≥rio paulista reuniram-se ontem (8) para discutir a incorpora√ß√£o da CoronaVac ao Plano Nacional de Operacionaliza√ß√£o da Vacina√ß√£o Contra a Covid-19. Ao fim do encontro, ficou acertado que o governo federal ter√° o direito de exclusividade de compra de todo imunizante que o Butantan produzir ou importar. Al√©m disso, caber√° ao minist√©rio disponibilizar a CoronaVac para os 26 estados brasileiros, mais o Distrito Federal, simultaneamente e proporcionalmente ao tamanho da popula√ß√£o de cada unidade federativa. Na quinta-feira (7), o ministro da Sa√ļde, Eduardo Pazuello, tinha anunciado a assinatura de um contrato com o Instituto Butantan para adquirir at√© 100 milh√Ķes de doses da CoronaVac. Esse contrato, no entanto, previa a compra inicial de 46 milh√Ķes de unidades a serem entregues at√© abril deste ano e a possibilidade de aquisi√ß√£o de mais 54 milh√Ķes posteriormente. O valor total da compra passa de R$ 2.677 bilh√Ķes, inclu√≠das todas as despesas ordin√°rias diretas e indiretas decorrentes da execu√ß√£o contratual, inclusive tributos e/ou impostos, encargos sociais, trabalhistas, previdenci√°rios, fiscais e comerciais, taxa de administra√ß√£o, frete e seguro, entre outras. O contrato j√° assinado estabelece que o pagamento seja realizado ap√≥s a Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) conceder ao laborat√≥rio o registro ou a autoriza√ß√£o para uso emergencial da vacina.


Tags:
7 de janeiro de 2021
Sa√ļde

Covid-19: 354 milh√Ķes de doses da vacina est√£o asseguradas em 2021, diz Pazuello

O ministro da Sa√ļde, Eduardo Pazuello, afirmou hoje (6), em pronunciamento em rede nacional de r√°dio e TV, que o Brasil tem asseguradas, para este ano, 354 milh√Ķes de doses de vacinas contra a covid-19. Do total, 254 milh√Ķes ser√£o produzidas pela Funda√ß√£o Oswaldo Cruz (Fiocruz), em parceria com a AstraZeneca, e 100 milh√Ķes pelo Butantan, em parceria com a empresa Sinovac. De acordo com informa√ß√Ķes da Ag√™ncia Brasil, Pazuello anunciou tamb√©m a edi√ß√£o de uma medida provis√≥ria que trata de a√ß√Ķes excepcionais para aquisi√ß√£o de vacinas, insumos, bens e servi√ßos de log√≠stica. O ministro informou que o minist√©rio est√° em processo de negocia√ß√£o com os laborat√≥rios Gamaleya, da R√ļssia, Janssen, Pfizer e Moderna, dos Estados Unidos, e Barat Biotech, da √ćndia. Segundo Pazuello, est√£o dispon√≠veis atualmente cerca de 60 milh√Ķes de seringas e agulhas. ‚ÄúOu seja, um n√ļmero suficiente para iniciar a vacina√ß√£o da popula√ß√£o ainda neste m√™s de janeiro‚ÄĚ, disse o ministro. ‚ÄúTemos, tamb√©m, a garantia da Organiza√ß√£o Panamericana de Sa√ļde [Opas] de que receberemos mais 8 milh√Ķes de seringas e agulhas em fevereiro, al√©m de outras 30 milh√Ķes j√° requisitadas √† Abimo [Associa√ß√£o Brasileira da Ind√ļstria de Artigos e Equipamentos M√©dicos e Odontol√≥gicos], a associa√ß√£o dos produtores de seringas‚ÄĚ.  Pazuello destacou que o Brasil est√° preparado logisticamente para a opera√ß√£o de vacina√ß√£o. ‚ÄúHoje, o Minist√©rio da Sa√ļde est√° preparado e estruturado em termos financeiros, organizacionais e log√≠sticos para executar o Plano Nacional de Operacionaliza√ß√£o da Vacina√ß√£o contra a Covid-19‚ÄĚ, disse. Sobre a vacina da Pfizer, o ministro destacou os esfor√ßos para resolver as ‚Äúimposi√ß√Ķes que n√£o encontram amparo na legisla√ß√£o brasileira‚ÄĚ, como a isen√ß√£o de responsabiliza√ß√£o civil por efeitos colaterais da vacina√ß√£o e a cria√ß√£o de um fundo cau√ß√£o para custear poss√≠veis a√ß√Ķes judiciais. O ministro disse ainda que em breve o Brasil ser√° exportador de vacinas para a regi√£o.


Tags:
29 de dezembro de 2020
Sa√ļde

Covid-19: Ministério diz que estados receberão vacina simultaneamente

O ministro da Sa√ļde, Eduardo Pazuello, disse, durante entrevista ao programa Brasil em Pauta, da TV Brasil, que todos os estados receber√£o a vacina simultaneamente. “Independentemente da quantidade da vacina, ela ser√° distribu√≠da igualitariamente dentro da proporcionalidade dos estados”. A entrevista com Pazuello vai ao ar neste domingo (27), √†s 19h30. De acordo com informa√ß√Ķes da Ag√™ncia Brasil, a previs√£o do Minist√©rio da Sa√ļde √© que 24,7 milh√Ķes de doses de vacinas estejam dispon√≠veis em janeiro. ‚ÄúO cronograma de distribui√ß√£o e imuniza√ß√£o √© um anexo do nosso plano de imuniza√ß√£o”, disse Pazuello, ao acrescentar que o cronograma pode sofrer mudan√ßas. “Voc√™ faz a previs√£o quando contrata, mas √†s vezes adianta, √†s vezes atrasa, e a gente vai atualizando esse cronograma.” A expectativa de Pazuello √© que alguns grupos priorit√°rios comecem a receber a primeira dose da vacina contra a covid-19 no final de janeiro. A vacina√ß√£o em massa deve come√ßar a partir de fevereiro. Segundo o ministro, a vacina√ß√£o da popula√ß√£o em geral deve come√ßar cerca de quatro meses ap√≥s o t√©rmino da imuniza√ß√£o dos grupos priorit√°rios. Segundo o Plano Nacional de Imuniza√ß√£o, nas primeiras fases ser√£o vacinados grupos espec√≠ficos, como trabalhadores da sa√ļde, idosos, pessoas com comorbidades, profissionais de seguran√ßa, ind√≠genas e quilombolas. O ministro garantiu que a vacina ser√° volunt√°ria e disponibilizada, de forma gratuita, nas salas de vacina√ß√£o em cada munic√≠pio.


Tags: