Tag: cerveja/
-------- PUBLICIDADE --------
Mundo Animal Barra venc dia 04



25 de setembro de 2020
Bahia

Vitória da Conquista: Quase 18 mil litros de cerveja são apreendidos por sonegação fiscal na BR 116

Foto: Divulgação PRF-BA

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu um caminhão de cerveja, por fraude em documento fiscal, na noite desta quarta-feira (23) em Vitória da Conquista (BA). A ação aconteceu durante fiscalização ostensiva que tem como foco o enfrentamento à criminalidade. Por volta das 18h30, policiais abordaram a carreta Volvo/FH 460, com placas de Vitória (ES). Os agentes ao verificarem a documentação da carga transportada, constataram divergências nos dados declarados, configurando crime fiscal e tributário. Ao realizar a checagem nos sistemas informatizados verificaram que a empresa destinatária dos produtos não comercializa bebidas. Foram apreendidos no total, 17.568 litros de cerveja. O motorista de 52 anos natural do Rio de Janeiro (RJ) foi apresentado a fiscalização da SEFAZ/BA em Vitória da Conquista para os devidos procedimentos legais, podendo responder pelo Crime de Sonegação Fiscal. Por causa da sonegação fiscal o Brasil deixa de arrecadar bilhões em impostos por ano. Recolher menos impostos é o mesmo que dizer: “menos saúde, menos escolas, menos hospitais, menos segurança”. A PRF disponibiliza o telefone 191 para denúncia. Faça sua parte! O anonimato é garantido.

Casa Nova – Banner


21 de janeiro de 2020
Saúde

Sobe para 21 o número de casos suspeitos de intoxicação por cerveja

A Secretaria de Saúde de Minas Gerais confirmou nesta segunda-feira (20) que já foram notificados 21 casos suspeitos de intoxicação por dietilenoglicol – 19 homens e duas mulheres. Segundo a secrearia, quatro casos tiveram a intoxicação confirmada e 17 estão sob investigação.

Até agora, quatro pessoas morreram. Três dessas mortes estão entre os 17 casos sob investigação. Uma das mortes, de um homem de Juiz de Fora, falecido em 7 de janeiro, teve a contaminação confirmada. As outras três mortes estão sob investigação. A ingestão de dietilenoglicol pode provocar a síndrome nefroneural e levar a insuficiência renal aguda e alterações neurológicas, como paralisia facial, embaçamento ou perda da visão, entre outros sintomas.

O dietilenoglicol estava presente em cervejas produzidas pela cervejaria mineira Backer e consumidas por essas pessoas. O uso do monoetilenoglicol é normal no processo de fabricação. A substância é usada para resfriamento, mas a cervejaria afirma que não usa o dietilenoglicol em seu processo produtivo. Em todo caso, o monoetilenoglicol não deve entrar em contato com o produto, o que acabou ocorrendo.

Inicialmente, as duas substâncias foram encontradas na marca Belorizontina, que é vendida como Capixaba no Espírito Santo. No entanto, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento confirmou a presença de substâncias tóxicas em outras cervejas produzidas pela Backer: Capitão Senra, Pele Vermelha, Fargo 46, Backer Pilsen, Brown e Backer D2. (Agência Brasil)

 


Tags: