Tag: gás de cozinha/
-------- PUBLICIDADE --------
Casa Nova banner atual
Susy Zanfreta Banner atual com mais tempo de transição



4 de junho de 2020
Brasil

Petrobras reajusta em 5% preço do gás de cozinha

Foto: Reuters/Caetano Barreira

A Petrobras informou que vai reajustar em 5% o preço médio do gás liquefeito de petróleo (GLP) vendido pela companhia às distribuidoras a partir desta quinta-feira (4). Com isso, o preço médio da Petrobras será equivalente a R$ 24,08 por botijão de 13 quilos (kg). No acumulado do ano, a redução é de 13,4%, ou R$ 3,72 por botijão de gás de cozinha de 13 kg. De acordo com informações da Agência Brasil, a Petrobras esclarece que igualou desde novembro de 2019, os preços do gás liquefeito de petróleo para os segmentos residencial e industrial/comercial e que o GLP é vendido pela Petrobras a granel. As distribuidoras são as responsáveis pelo envase em diferentes tipos de botijão e, junto com as revendas, são responsáveis pelos preços ao consumidor final.

Casa Nova – Banner


6 de agosto de 2019
Notícias

Petrobras muda política de gás de cozinha; confira

Os preços do gás liquefeito de petróleo (GLP) para uso residencial, conhecido como gás de cozinha, passará a adotar como referência preço de paridade de importação, acrescido dos custos do frete marítimo, despesas internas de transporte, e uma margem para remuneração dos riscos inerentes à operação. O anúncio foi feito pela Petrobras nesta segunda-feira (5).

Com isso, os preços do gás de cozinha, comercializado em embalagens de até 13 kg, passa a ter um alinhamento maior com o GLP industrial e comercial, embalado em botijões maiores, explicou a empresa, em um fato relevante.

“Na nova política de preços de GLP os reajustes passam a ser realizados sem periodicidade definida, de acordo com as condições de mercado e da análise dos ambientes interno e externo”, disse a Petrobras.


5 de fevereiro de 2019
Brasil

Gás de cozinha ficará mais caro a partir de hoje (5)

Foto: Informe Barra

A partir de hoje (5), o botijão de até 13 quilos de gás liquefeito de petróleo (GLP) residencial ficará mais caro. O novo preço médio do produto, anunciado ontem pela Petrobras, será de R$ 25,33 nas refinarias. 

 No último ajuste, feito em novembro do ano passado, o preço determinado foi de R$ 25,07. O produto tem reajustes trimestrais.

O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que o reajuste vai variar entre 0,5% e 1,4%, de acordo com o polo de suprimento. O Sindigás calcula que o valor do GLP empresarial está 13,4% acima do GLP para embalagens até 13 quilos. 


6 de novembro de 2018
Brasil

Petrobras sobe preço do gás de cozinha em 8,5% nas refinarias

Foto: Informe Barra

A Petrobras elevará em 8,5% o preço médio do botijão de gás de cozinha vendido às distribuidoras para botijão de 13 kg, para R$ 25,07, a partir de terça-feira (06).

O preço às distribuidoras estava congelado em R$ 23,10 desde julho. Segundo a estatal, o aumento ocorre principalmente devido a desvalorização do real frente ao dólar e a elevações nas cotações internacionais do GLP.

O valor do botijão vendido às distribuidoras não é o único determinante do preço final ao consumidor. Além de terem liberdade para praticar preços, as distribuidoras devem ainda incorporar o valor de impostos e outros custos.

Segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), os consumidores pagaram em média R$ 68,59 pelo botijão na semana passada. Na semana anterior, esse valor havia ficado em R$ 68,34.


18 de janeiro de 2018
Economia

Botijão de gás de cozinha ficará 5% mais barato nas refinarias a partir de amanhã

Foot: Reprodução

A partir de amanhã (sexta-feira) o botijão de gás de cozinha ficará 5% mais barato nas refinarias segundo informou a Petrobras em fato relevante divulgado nesta quinta-feira (18).

De acordo com a petroleira, sua diretoria executiva aprovou a revisão de política de preços do gás liquefeito de petróleo (GLP) residencial, comercializado em botijões, o chamado gás de cozinha. Foram definidos novos critérios para reajustes em GLP residencial e uma regra de transição para 2018, que permitirá a redução do preço do produto. A revisão de preços, que antes era mensal, será trimestral.

O preço médio de GLP residencial sem tributos comercializado nas refinarias da Petrobras será equivalente a R$ 23,16 por botijão de 13kg. No entanto, como os preços no mercado de combustíveis e derivados são livres, os reflexos no preço final ao consumidor vão depender de repasses feitos especialmente por distribuidoras e revendedores.

“O objetivo, conforme já anunciado, foi suavizar os repasses da volatilidade dos preços ocorridos no mercado internacional para o preço doméstico”, destacou a Petrobras.