Tag: Incêndio Florestal/
-------- PUBLICIDADE --------
Mundo Animal Barra venc dia 04
Casa Nova banner atual



13 de outubro de 2020
Bahia

Governo da Bahia decretou situação de emergência em 73 municípios atingidos por incêndios florestais

Foto: Paula Fróes/GOVBA

Neste sábado (10), foi publicado no Diário Oficial do Estado, decreto que classifica Situação de Emergência em 73 municípios atingidos pelos incêndios florestais. Os municípios estão situados nos Territórios de Identidade Bacia do Paramirim, Bacia do Rio Corrente, Bacia do Rio Grande, Chapada Diamantina e Velho Chico. O decreto entrou em vigor a partir da sua publicação e tem vigência de 90 dias. Dos 73 municípios com situação de emergência decretada pela Superintendência de Defesa Civil do Estado, 30 já foram atingidos pelo fogo. O decreto suspende nessas áreas quaisquer atividades capazes de produzir risco potencial de geração de novos focos de incêndio e visa também amenizar os impactos negativos na saúde da população, no meio ambiente e na economia local. Com o combate em campo dos bombeiros florestais e brigadistas voluntários, que tiveram o suporte do Programa Bahia Sem Fogo, por meio do envio de aviões do tipo Air Tractor, os incêndios florestais nos municípios de Barra e Barreiras, na região Oeste do Estado, foram controlados. O combate na Chapada contou com cinco aviões fazendo o lançamento de água diretamente no fogo, e um helicóptero do Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia (Graer). Bombeiros especialistas também  foram convocados e somaram aos que já estavam no combate, totalizando 30 militares. Ainda atuam na Chapada os esquadrões do ICMBio, PrevFogo, diversos brigadistas e técnicos do Inema.


13 de outubro de 2020
Bahia

Chapada Diamantina: Corpo de Bombeiros sinaliza controle de incêndios

Foto: Paula Fróes/GOVBA

A atuação dos bombeiros militares no combate aos incêndios na região da Chapada Diamantina chegou ao sexto dia consecutivo neste domingo (11). O Corpo de Bombeiros da Bahia tem 37 profissionais trabalhando para conter o avanço das chamas. O trabalho tem alcançado resultados positivos e, neste domingo, o incêndio está controlado, apenas com pequenos focos. O Governo do Estado viabilizou o envio de seis aviões air tractor, por meio do programa Bahia Sem Fogo, para que fossem utilizados no combate aos incêndios. Cada aeronave tem capacidade para transportar até dois mil litros de água que são despejados, em apenas dois segundos, nas áreas que foram previamente identificadas e monitoradas pelos bombeiros, brigadistas e órgãos ambientais. A base do Corpo de Bombeiros e demais órgãos envolvidos está instalada na cidade de Mucugê. As atividades têm o comando do capitão do Corpo de Bombeiros, Murilo Rocha. Um helicóptero do Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia dá apoio às operações. A aeronave é utilizada para monitoramento da área queimada, bem como para o transporte de bombeiros e brigadistas que precisam combater o fogo em áreas de difícil acesso. Neste domingo, as atividades de combate ao fogo se concentraram entre os municípios de Mucugê e Andaraí. Além disso, a gestão estadual, por meio da Superintendência de Defesa Civil do Estado, realizou a entrega de equipamentos de proteção individual e algumas ferramentas que auxiliam no trabalho realizado pelos brigadistas. O superintendente da Defesa Civil do Estado, Paulo Sérgio, destacou que, desde o último sábado (10) , o Governo do Estado decretou situação de emergência em 73 municípios por conta dos incêndios florestais.

Foto: Paula Fróes/GOVBA


9 de outubro de 2020
Bahia

Incêndio atingiu região da Chapada Diamantina; focos foram registrados em Barra da Estiva e entre Andaraí e Mucugê

Foto: Reprodução/ WhatsApp

Com início na manhã de quinta-feira (08), um incêndio florestal de grande proporção  atingiu a região da Chapada Diamantina, sendo identificados focos na região do Morro Santa Bárbara e também no Morro da Torre.. As chamas se alastraram rapidamente e a atividade de combate foi realizada por brigadistas e voluntários que, apesar de todos os esforços empregados, tiveram muita dificuldade de desempenhar as atividades, devido, segundo as equipes, a falta  equipamentos adequados para a ação, como por exemplo, materiais de segurança e até mesmo um coturno apropriado para combate a incêndios. As chamas foram controladas no inicio da noite, mas as equipes permanecem  no local. De acordo com informações passadas ao Informe Barra, também foram identificados pontos de combate a incêndio também entre Andaraí e Mucugê.


7 de outubro de 2020
Bahia

Chapada Diamantina: Incêndio atinge área florestal na cidade de Andaraí

Foto: Sematur/Divulgação

Equipes do Corpo de Bombeiros seguem tentando controlar, ainda nesta quarta-feira (7),  as chamas de um incêndio que atingiu uma área florestal no município de Andaraí, região da Chapada Diamantina, na manhã de terça-feira (06). De acordo com informações da Secretaria de Turismo e Meio Ambiente do município, o fogo se estendeu durante todo o dia, atingindo a divisa do município de Andaraí e Mucugê. Segundo o Corpo de Bombeiros, em entrevista ao G1, o incêndio atinge a região do Capa Bode, o Parque Nacional da Chapada Diamantina e o Parque Municipal de Andaraí até a última publicação desta reportagem. A causa do incêndio ainda é desconhecida. Não houve feridos.


2 de outubro de 2020
Bahia

Chapada Diamantina: Incêndio florestal atinge Rio de Contas, no morro do Bittencourt

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros e voluntários atuam  para debelar focos incêndio na região do morro do Bittencourt, na cidade de Rio de Contas. As equipes  identificaram os primeiros pontos de fumaça no local na quarta-feira (30).  De acordo com informações do G1, dois pontos de fumaça foram encontrados com materiais em combustão, como troncos. Para o combate desses pontos, os bombeiros utilizam equipamentos como mochilas costais, enxada, machado, facões e foices. Nesta quinta-feira (1º), segundo dia de combate, os bombeiros militares deram continuidade ao rescaldo e monitoramento ao incêndio florestal em Rio de Contas. Os militares percorreram todo o perímetro atingido e foram identificados dois pontos distantes de fumaça e chama, o que foram prontamente debelados. O incêndio permanece no local e em alguns pontos é subterrâneo, quando os agentes só conseguem ver a fumaça, mas há chamas. O monitoramento vai permanecer na sexta-feira (2). Em agosto deste ano, a cidade turística da Chapada Diamantina, passou por incêndio em vegetação, mas o caso ocorreu perto do Pico do Itobira. Na ocasião, 118 hectares foram destruídos pelas chamas.


9 de setembro de 2019
Notícias

Governo investe R$ 6,7 milhões em ações contra incêndios florestais na BA; Chapada Diamantina é uma das regiões que apresenta mais registros

Foto: Divulgação/GOVBA

Segundo especialistas da Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) deve-se ficar alerta para maior incidência de incêndios em áreas florestais nos próximos meses, entre setembro e dezembro.

Antecipando o alerta dos órgãos ambientais, o Governo do Estado intensificou as ações do Programa Bahia Sem Fogo, com investimentos previstos na ordem de R$ 6,7 milhões para contratação de aeronaves airtractor, com lançamentos de água de bambi bucket (bolsa que carrega água) para combate aos incêndios, capacitação de brigadas voluntárias, aquisição de Equipamentos de Proteção Individual e Coletiva (EPI/EPC), compra de fardamento para os brigadistas e apoio logístico no combate aos incêndios florestais.

O oeste e a Chapada Diamantina são as regiões que apresentam mais registros de incêndios no período de estiagem. No oeste, a maior incidência de fogo ocorre de maio a outubro, principalmente nos meses de agosto, setembro e outubro, nos municípios de Formosa do Rio Preto, Correntina, São Desidério, Pilão Arcado e Cocos. Já na Chapada Diamantina, é de setembro a dezembro, principalmente em outubro e novembro.

Além das razões naturais, há também as ações humanas que, na Bahia, são as principais fontes de ignição de fogo. Um fogo iniciado descuidadamente, criminoso ou não, ao encontrar uma condição favorável, se espalha facilmente e torna-se de difícil controle.


1 de novembro de 2017
Ibicoara

Prefeito de Ibicoara sobrevoa área devastada pelo fogo

Prefeito de Ibicoara, Haroldo Aguiar, sobrevoa área devastada pelo fogo | Foto: Divulgação

Nesta quarta-feira (01) o Prefeito de Ibicoara, Haroldo Aguiar, fez um sobrevoo na área atingida pelo incêndio florestal na região da Chapadinha, no sul do Parque Nacional da Chapada Diamantina (PNDC), entre os municípios de Ibicoara e Itaitê.  O fogo teve início no dia 19 de outubro.

O fogo que atingiu cerca de mil hectares foi contido por 80 pessoas atuando, entre brigadistas (contratados e voluntários) e os bombeiros. Além dos reforços do helicóptero enviado pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) e do avião airtractor, do ICMBio de Brasília. Hoje, também, choveu bastante na região, o que contribui para acabar de vez com o incêndio.

Segundo Haroldo Aguiar, ele sobreboou o local próximo ao Parque do Espalhado.

“Sobrevoei o local que estava sendo devastado pelo fogo, próximo ao nosso Parque do Espalhado, mas com muito empenho de todos os brigadistas conseguimos conter o fogo, vejam o tamanho da área destruída. Mas temos que agradecer primeiramente a Deus, aos grandes guerreiros, aos brigadistas voluntários, ao ICMBio, ao Corpo de Bombeiros, à Secretaria de Meio Ambiente e Turismo de Ibicoara, através de Luiz Pimenta e toda sua equipe, ao secretário do Meio Ambiente do Estado da Bahia, Geraldo Reis, que nos enviou um helicóptero para auxiliar no combate ao fogo e as pessoas das comunidades Brejão, Baixão, mundo Novo etc. Mas graças a Deus conseguimos apagar o fogo,e nosso bom Deus mandou uma chuva maravilhosa para apagar de vez o fogo. Parabéns a todos os envolvidos! A NATUREZA AGRADECE”, contou o prefeito de Ibicoara.

Área destruída pelo incêndio florestal | Foto: Divulgação

                                                                                     


24 de outubro de 2017
Ibicoara

Ibicoara: incêndio florestal é combatido por mais de 40 brigadistas, diz Instituto

Foto: Divulgação/ICMBio

A região da Chapadinha, em Ibicoara, é atingida por um incêndio florestal, desde o último sábado (21), que continua a ser combatido por brigadistas voluntários e do Instituto Chico Mendes de Preservação da Biodiversidade (ICMBio). Conforme a diretora do ICMBio no Parque Nacional da Chapada Diamantina (PNCD) Soraya Fernandes Martins, apesar de não estar dentro do parque o fogo está em uma região que faz limite com o PNCD.

No mínimo 40 brigadistas atuam no local, segundo Martins, e nesta terça-feira (24) os brigadistas dos Combatentes a Incêndios Florestais de Andaraí (Cifa) irão até o local.

“O nosso maior problema é porque se trata de uma área de difícil acesso e de mata. E a gente tem ocorrência de turfa, o combate é difícil, porque é preciso cavar, já que é um fogo subterrâneo”, informou Soraya. Inclusive por isso o acompanhamento dos focos de incêndio deve ser maior que o normal, já que não dá para ver o fogo. “Às vezes o monitoramento leva muitos dias, pois o fogo de turfa pode levar até três dias para ter reignição”, afirmou Martins. Apesar dos esforços, o fogo continua devastando e não há como fazer previsões sobre o fim do combate.

Ainda não foi contabilizado o tamanho da área devastada pelo fogo.

 


16 de outubro de 2017
Barra da Estiva

Grávida de 7 meses, brigadista ajuda a debelar incêndio florestal em Barra da Estiva

Mesmo grávida, a brigadista Luciana não abriu mão de combater o fogo.

Cerca de 19 brigadistas – ação conjunta entre Bravos e Guerreiros – de Barra da Estiva se doaram ao máximo e conseguiram debelar um incêndio florestal de grandes proporções no Morro Santa Bárbara (Morro da Torre) em Barra da Estiva. A dedicação dos brigadistas voluntários, que muitas das vezes mesmo  sem equipamentos adequados e suficientes, quanto necessário para situações tão críticas, mais uma vez foi fator determinante para o sucesso da ação contra o fogo.

Os brigadistas voluntários não temem em arriscarem suas vidas em prol da natureza.

O amor pela natureza desses combatentes são inexplicáveis e reconhecidos pela sociedade, mesmo que do Estado não tenha o reconhecimento necessário, já que muitas das reivindicações em termo de aquisição de EPIs nem sempre são atendidas.

No combate de ontem (15), que se iniciou às 13h e só finalizou por volta das 23h, o amor dos brigadistas pela natureza ficou explícito na atitude de Luciana, a qual, mesmo grávida de 7 meses fez questão de se juntar aos colegas para salvar o meio ambiente. Luciana recebeu elogios de todos os colegas e, principalmente, dos líderes das duas brigadas.

Vale ressaltar que a prefeitura de Barra da Estiva, colaborou com toda a ajuda solicitada pelos combatentes no intuito de que o fogo fosse debelado.


13 de março de 2017
Ibicoara

Brigadistas de Ibicoara, Barra da Estiva e aeronave do Bahia Sem Fogo ajudam a combater incêndio florestal em Ituaçu

Foto: Informe Barra

Há quase três dias um incêndio atinge a região do Gerais em Ituaçu, mais precisamente no povoado São José, onde, as chamas tomaram proporções inimagináveis devastando toda a vegetação e comprometendo até as nascentes de rios. Os voluntários de Ituaçu juntamente com a Brigada de Barra da Estiva, não deram conta de combater, sendo necessário pedir ajuda ao Bahia sem fogo que, nesta segunda (13), enviou uma aeronave para dar apoio.

Brigadistas voluntários de Ibicoara também estão em Ituaçu ajudando no combate ao fogo. Foto: Informebarra.com.br

Ainda nesta segunda – feira (13), brigadistas e voluntários de Ibicoara também chegaram ao município para ajudar no combate. Segundo informações obtidas pelo Informe Barra, junto ao secretário Wilian Oliveira, com o auxilio da aeronave e reforços dos brigadistas houve uma evolução no combate.

Na noite desta segunda – feira, segundo Wilian, o fogo ainda permanece, porém, como menos intensidade. O secretário que também é brigadista, não tem medido esforços  para que o incêndio seja controlado o quanto antes, dando todo apoio e suporte necessários aos combatentes.
O helicóptero do Bahia Sem Fogo auxilia no combate, pegando água da lagoa do Balneário da Gruta.