Tag: pesquisa/
-------- PUBLICIDADE --------
Casa Nova banner atual
Susy Zanfreta Banner atual com mais tempo de transição



28 de maio de 2020
Notícias

Bolsonaro tem reprovação de 43% e aprovação de 33%, diz Datafolha

Foto: Reprodução

Segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (28), a  rejei√ß√£o ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cresceu no √ļltimo m√™s, conforme publicado Folha de S. Paulo. Os dados da pesquisa indicam que Bolsonaro √© considerado ruim ou p√©ssimo por 43% dos entrevistados, √≥timo ou bom por 33% e regular por 22%. N√£o souberam ou preferiram n√£o responder 2%. O levantamento ouviu 2.069 pessoas maiores de idade na segunda-feira (25) e na ter√ßa-feira (26). As entrevistas foram feitas por telefone. A margem de erro da pesquisa √© de dois pontos percentuais. O levantamento anterior do Datafolha, de 27 de abril, trazia Bolsonaro avaliado como ruim ou p√©ssimo por 38% dos entrevistados, √≥timo ou bom tamb√©m com 33% e regular por 26%. N√£o souberam ou n√£o responderam 2%.


14 de outubro de 2019
Notícias

Pesquisa investiga perfil do turista estrangeiro

Foto: Reprodução

A Secretaria do Turismo do Estado (Setur) dar√° apoio log√≠stico, operacional e institucional √† quarta etapa da Pesquisa de Perfil da Demanda Tur√≠stica Internacional, promovida pelo Minist√©rio do Turismo ‚Äď MTur. Executada pela Funda√ß√£o Instituto de Pesquisas Econ√īmicas ‚Äď Fipe, a pesquisa ser√° realizada desta quarta-feira (16) ao dia 22, nos principais destinos tur√≠sticos do pa√≠s. Os pesquisadores estar√£o nas √°reas internas de embarque e desembarque internacional dos aeroportos. Na Bahia, o apoio da Setur ser√° atrav√©s da Diretoria de Planejamento Tur√≠stico ‚Äď DPT/Suinvest.

Entre os objetivos da pesquisa est√° a caracteriza√ß√£o e dimensionamento dos consumidores do turismo receptivo internacional no Brasil (perfil, gastos, destinos, etc); fortalecimento de bases de dados do sistema de informa√ß√£o e estat√≠stica de turismo; e disponibiliza√ß√£o de informa√ß√Ķes que subsidiem a tomada de decis√Ķes do setor p√ļblico e privado.

Casa Nova РBanner Divulgação


Tags:
29 de julho de 2019
Sa√ļde

Febre Amarela: Risco de morte pode ser identificado mais cedo

Foto: Reprodução

A Universidade de São Paulo (USP) e Instituto Emílio Ribas desenvolveu uma pesquisa que identificou quatro fatores que indicam risco de morte em pacientes com febre amarela.

Segundo a pesquisa, idade avançada, contagem de neutrófilos elevados (células sanguíneas que fazem parte do sistema imune inato), aumento da enzima hepática AST e maior carga viral são os marcadores que apontam o risco de uma evolução grave da doença. O estudo destaca que, de cada 100 pessoas que são picadas por mosquitos infectados com o vírus da febre amarela, 10% desenvolverão sintomas da doença, e 30% podem morrer.


Tags:
14 de janeiro de 2019
Brasil

84% dos brasileiros são favoráveis à redução da maioridade penal , diz Datafolha

Foto: Divulgação

Pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (14) pelo jornal “Folha de S. Paulo” aponta que 84% dos brasileiros s√£o favor√°veis √† redu√ß√£o da maioridade penal de 18 para 16 anos. Segundo a pesquisa, 14% s√£o contr√°rios √† altera√ß√£o da lei, 2% s√£o indiferentes ou n√£o opinaram.

Segundo o jornal, a pesquisa foi feita entre 18 e 19 de dezembro de 2018 e ouviu 2.077 pessoas em 130 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

A alteração da idade mínima para que uma pessoa possa ser presa por um crime é alvo de projetos em tramitação no Congresso. Atualmente, infratores entre 12 e 18 anos vão para os sistemas de cumprimento de medida socioeducativa, geridos pelos governos estaduais.


9 de novembro de 2018
Brasil

Brasil é o país que menos valoriza o professor, aponta pesquisa

As informa√ß√Ķes s√£o baseadas em an√°lises de opini√£o realizadas pelo Instituto Nacional de Pesquisa Econ√īmica e Social da Inglaterra.

Segundo a pesquisa da institui√ß√£o beneficente de ensino global Varkey Foundation, divulgada nesta quarta-feira (07), o Brasil √© o pa√≠s que mais desvaloriza o professor entre as 35 na√ß√Ķes avaliadas. O √ćndice Global de Status de Professores teve sua estreia em 2013 e tamb√©m mostrava uma posi√ß√£o desconfort√°vel do Brasil: pen√ļltimo lugar. Desta vez, est√° em √ļltimo.

As informa√ß√Ķes s√£o baseadas em an√°lises de opini√£o realizadas pelo Instituto Nacional de Pesquisa Econ√īmica e Social da Inglaterra (National Institute of Economic and Social Research) com mais de 35.000 adultos na faixa et√°ria dos 16 aos 64 anos e mais de 5.500 professores ativos em 35 pa√≠ses. A pesquisa mostra que 9 em cada 10 brasileiros acreditam que n√£o h√° respeito por parte dos alunos aos seus professores. √Č o menor n√ļmero entre os 35 pa√≠ses pesquisados.

Outro tema apresentado foi a carga hor√°ria semanal dos profissionais em sala de aula, onde a pesquisa aponta o desconhecimento do p√ļblico em rela√ß√£o ao tempo gasto pelos mestres. De acordo com o √≠ndice, os professores brasileiros t√™m uma carga hor√°ria semanal muito maior do que se pensa ‚ÄĒ 47,7 horas semanais, enquanto o brasileiro julga ser 39,2 horas no per√≠odo. Ainda de acordo com o levantamento, a maioria dos entrevistados brasileiros afirma que a profiss√£o mais compar√°vel a de professor √© a de bibliotec√°rio. Na China, l√≠der no √≠ndice, R√ļssia e Mal√°sia, os mestres s√£o mais compar√°veis a m√©dicos.


5 de outubro de 2018
Brasil

Pesquisa Datafolha para presidente: Bolsonaro, 35%; Haddad, 22%; Ciro, 11%; Alckmin, 8%; Marina, 4%

Foto: Reprodução

O Datafolha divulgou nesta quinta-feira (4) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 10.930 eleitores nesta quarta-feira (3) e na quinta (4).

Segundo o Datafolha, Jair Bolsonaro, do PSL, manteve o crescimento e atingiu 35%. Fernando Haddad, do PT, ficou est√°vel.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.


22 de agosto de 2018
Bahia

Em pesquisa divulgada pela RecordTV Itapoan, Rui Costa lidera com 51% das inten√ß√Ķes de voto na Bahia

Foto: Composição Informe Barra

O candidato a reelei√ß√£o para o governo do estado Rui Costa (PT) aparece com 51% das inten√ß√Ķes de voto, segundo pesquisa divulgada pela RecordTV Itapoan na manh√£ desta quarta-feira (22). Em segundo lugar na pesquisa, apareceu o candidato Z√© Ronaldo do DEM, com 18% das inten√ß√Ķes e Jo√£o Henrique (PRTB) em terceiro com 1%. O levantamento foi realizado pelo instituto Real Time Big Data entre os dias 16 e 17 de agosto e ouviu 1.200 eleitores. Registrada na Justi√ßa Eleitoral Sob identifica√ß√£o BA-05201/2018, tem margem de erro de 3% para mais ou para menos e n√≠vel de credibilidade de 95%.


29 de novembro de 2017
Bahia

Bahia: pesquisa feita afasta possibilidade de surto do vírus zika nos próximos anos

 
 

Pesquisa do Laboratório de Pesquisa em Infectologia (Lapi)

Uma pesquisa do Laborat√≥rio de Pesquisa em Infectologia (Lapi) da Universidade Federal da Bahia (Ufba), divulgada no √ļltimo dia 14 de novembro, aponta que a Bahia e demais locais onde houve grande incid√™ncia de infesta√ß√£o pelo v√≠rus zika nos anos de 2015 e 2016 n√£o devem ter surtos nos pr√≥ximos anos. 

O coordenador da pesquisa é o professor de Infectologia da Faculdade de Medicina, Carlos Brites. Ele explica que isso deve ocorrer por conta da imunidade garantida por boa parte da população que foi atingida pelo surto dos anos de 2015 e 2016.

‚ÄúBoa parte da popula√ß√£o ficou imune e a possibilidade de ter novos casos √© estrita. Um novo surto s√≥ pode ocorrer quando houver massa dispon√≠vel para infe√ß√£o de novo, mas o mais prov√°vel √© que tenham casos isolados. Esse ano praticamente n√£o tivemos casos, que foram espor√°dicos‚ÄĚ, afirmou.

A análise revelou um mapa da incidência do vírus em Salvador, com prevalência em 63% da população. Os dados foram levantados em parte do ano de 2015, no ano de 2016 e parte de 2017 Рantes, durante e depois do surto de zika.

Conforme a Secretaria da Sa√ļde da Bahia (Sesab), em 2015, em foram notificados 66.203 casos de zica em todo o estado. Salvador concentrou o maior n√ļmero de notifica√ß√Ķes. Em 2016, foram 57.189 casos de zica na Bahia, tamb√©m com maior concentra√ß√£o na capital. J√° em 2017, quando o Minist√©rio da Sa√ļde declarou o fim da emerg√™ncia em sa√ļde p√ļblica por zica e microcefalia, foram 2.504, o que representa uma queda bastante significativa no n√ļmero de casos da doen√ßas no estado.

Na pesquisa feita pela Ufba, foram 633 pessoas analisadas, entre elas 19 mulheres grávidas com bebês com microcefalia, 257 com bebês saudáveis, 540 pacientes com AIDS e 55 pacientes com tuberculose, todos pacientes do Hospital Universitário Professor Edgard Santos (Hupes) e 39 funcionários saudáveis da Ufba.

O estudo foi resultado do trabalho de um grupo de 23 pesquisadores da Ufba, em colabora√ß√£o com cientistas das universidades de Bonn, Heildelberg e do Instituto de Sa√ļde de Berlim, todas na Alemanha, da Escola Francesa de Sa√ļde P√ļblica, em Marseille, na Fran√ßa e da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, na Inglaterra.

O mapa tamb√©m demonstrou que a incid√™ncia de Zika associado com microcefalia √© maior em √°reas com piores condi√ß√Ķes socioecon√īmicas, o que indica que a preven√ß√£o do zika deve come√ßar nessas popula√ß√Ķes. A pesquisa ainda prop√Ķe a realiza√ß√£o de novas pesquisas focadas em microcefalia e outras doen√ßas cong√™nitas, para entender melhor sua rela√ß√£o com a infec√ß√£o pelo v√≠rus zika.

Informe Publicit√°rio


Tags: