Tag: vacina/
-------- PUBLICIDADE --------
Mundo Animal Barra venc dia 04



14 de setembro de 2020
Brasil

Testes com vacina de Oxford recomeçam hoje (14) no Brasil

A farmac√™utica AstraZeneca retoma nesta segunda-feira (14) os testes da vacina contra a covid-19, conhecida como vacina de Oxford, no Brasil. O sinal verde foi dado pela Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa). Em testes tamb√©m em outros pa√≠ses, as vacina√ß√Ķes na fase 3 do estudo foram suspensas na √ļltima ter√ßa-feira (8) devido a uma rea√ß√£o relatada por uma volunt√°ria no Reino Unido. No √ļltimo s√°bado (12) especialistas da Anvisa se reuniram para avaliar as informa√ß√Ķes recebidas da ag√™ncia reguladora brit√Ęnica (Medicines and Healthcare Products Regulatory Agency – MHRA), do Comit√™ Independente de Seguran√ßa do estudo cl√≠nico e da empresa patrocinadora do estudo, a AstraZeneca. ‚ÄúAp√≥s avaliar os dados do evento adverso, sua causalidade e o conjunto de dados de seguran√ßa gerados no estudo, a ag√™ncia concluiu que a rela√ß√£o benef√≠cio/risco se mant√©m favor√°vel e, por isso, o estudo poder√° ser retomado‚ÄĚ, disse a ag√™ncia em comunicado. Na nota, a Anvisa acrescenta que continuar√° acompanhando todos os eventos adversos observados durante o estudo e, caso seja identificada qualquer situa√ß√£o grave com volunt√°rios brasileiros, ir√° tomar as medidas cab√≠veis para garantir a seguran√ßa dos participantes.


Tags:
11 de setembro de 2020
Bahia

Covid-19: Bahia firma parceria com a R√ļssia para comercializar 50 milh√Ķes de doses da vacina

O fundo soberano da R√ļssia (RDIF) e o Governo da Bahia assinaram um acordo de coopera√ß√£o para o fornecimento de at√© 50 milh√Ķes de doses da vacina russa Sputnik V, a primeira contra coronav√≠rus registrada no mundo. O acordo permitir√° que a Bahia, por meio da Bahiafarma, comercialize a vacina em territ√≥rio brasileiro, com a possibilidade de entrega a partir de novembro de 2020, desde que aprovada pelos √≥rg√£os reguladores do Brasil. De acordo com o secret√°rio da Sa√ļde do Estado, F√°bio Vilas-Boas, ‚Äúa vacina est√° sendo testada em cerca de 40 mil pessoas em todo o mundo, se mostrando segura e eficaz at√© o momento. Ministrada em duas doses, ela utiliza a plataforma de adenov√≠rus humano, que √© conhecida e estudada h√° d√©cadas. Outras vacinas em est√°gio de pesquisa utilizam adenov√≠rus de macaco ou mRNA, o que significa que seus efeitos e rea√ß√Ķes adversas precisam ser estudados por mais tempo‚ÄĚ. O adenov√≠rus humano √© uma plataforma para o desenvolvimento de vacinas que tem se mostrado segura ao longo de d√©cadas, incluindo 75 publica√ß√Ķes cient√≠ficas internacionais e mais de 250 ensaios cl√≠nicos. A vacina Sputnik V est√° sendo avaliada, na fase 3, em aproximadamente 40 mil pessoas em todo o mundo. No Brasil, o Governo da Bahia, por meio do Comit√™ de √Čtica em Pesquisa do Instituto Couto Maia, submeter√° √† Comiss√£o Nacional de √Čtica em Pesquisa (Conep) e √† Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) o pedido para testes cl√≠nicos em 500 brasileiros. A expectativa √© que os testes tenham in√≠cio no pr√≥ximo m√™s.


Tags:
10 de setembro de 2020
Bahia

Covid-19: Governo da Bahia assina protocolo para testagem de vacina russa

Foto: Carol Garcia/GOVBA

Nesta quarta-feira (09), durante a entrega de uma Unidade B√°sica de Sa√ļde (UBS) no bairro de Piraj√°, em Salvador, o governador Rui Costa anunciou que foi assinado, na noite da √ļltima ter√ßa-feira (8), um protocolo de confidencialidade para que a Bahia possa participar da testagem da vacina produzida pela R√ļssia contra a Covid-19. A previs√£o √© de que o estado receba 500 doses de vacina t√£o logo as etapas burocr√°ticas sejam cumpridas. ‚ÄúAssinamos um protocolo mais formal e com garantias para ambas as partes e que foi enviado para a Embaixada da R√ļssia. A nossa expectativa √© de que em breve possamos receber as 500 doses da vacina. Ser√£o 250 doses da vacina e mais 250 de placebos. Iremos aplicar essas 500 doses para participar dessa linha de pesquisa da vacina russa. Al√©m disso, continuamos buscando parcerias com outras linhas de pesquisa e acho que os estados devem apoiar essas pesquisas. Acredito inclusive que o Governo Federal deveria estar sendo mais incisivo nessa busca por parcerias e sem nenhum preconceito ideol√≥gico ou dogm√°tico com nenhuma na√ß√£o do mundo‚ÄĚ, ponderou Rui. Segundo o secret√°rio da Sa√ļde do Estado, F√°bio Vilas-Boas, as negocia√ß√Ķes est√£o avan√ßadas. ‚ÄúJ√° hav√≠amos assinado o memorando de entendimento para testagem da vacina russa Sputinik V. Agora conclu√≠mos o acordo de confidencialidade, que √© um documento no qual a gente se compromete a receber informa√ß√Ķes sigilosas, tratar de forma interna e confidencial e, a partir dos resultados obtidos, iremos decidir pela continuidade ou n√£o da parceria. Ap√≥s o cumprimento dos ritos necess√°rios e libera√ß√£o dos √≥rg√£os reguladores, acreditamos que em pouco mais de 30 dias poderemos iniciar esse estudo da vacina russa na Bahia‚ÄĚ, explicou.


Tags:
8 de setembro de 2020
Mundo

R√ļssia libera 1¬ļ lote de vacina contra Covid-19 para a popula√ß√£o

Foto: Reprodução

A R√ļssia liberou sua vacina contra a Covid-19 para o p√ļblico em geral, anunciou o Minist√©rio da Sa√ļde do pa√≠s nesta ter√ßa-feira (08). Segundo o comunicado, de acordo com informa√ß√Ķes da Revista Veja o primeiro lote de vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya de Epidemiologia e Microbiologia, passou nos testes de qualidade e foi liberada para a popula√ß√£o civil. O Minist√©rio diz ainda que a entrega de fato dos primeiros lotes est√° prevista para um futuro pr√≥ximo, mas n√£o especifica datas. Na sexta-feira (04), o vice-diretor do instituto Gamaleya, Denis Logunov, j√° havia anunciado que a vacina poderia ser liberada para a popula√ß√£o esta semana. Segundo Logunov, existe uma ‚Äúvasta base de evid√™ncias de que a vacina √© segura‚ÄĚ e que a seguran√ßa ‚Äúfoi o principal pr√©-requisito para seu registro‚ÄĚ.

Casa Nova – Banner


21 de agosto de 2020
Brasil

Covid-19: Secretário diz que vacinação deve começar em janeiro e produção local em abril

Deve ser assinado na primeira semana deste m√™s de setembro, conforme informa√ß√Ķes do secret√°rio de Ci√™ncia, Tecnologia, Inova√ß√£o e Insumos Estrat√©gicos em Sa√ļde, H√©lio Angotti Neto, o contrato que vai permitir o in√≠cio da produ√ß√£o no Brasil da vacina da Oxford contra a Covid-19. O acordo prev√™ a entrega √† Funda√ß√£o Oswaldo Cruz (Fiocruz) dos insumos e das t√©cnicas utilizadas para produ√ß√£o da vacina.¬† A primeira leva de vacina√ß√£o dever√° ser disponibilizada em janeiro, desde que devidamente aprovada pela Agencia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa). ‚ÄúA Anvisa tem ajudado muito o Minist√©rio da Sa√ļde, tem dado celeridade aos processos e acompanhado de forma intensiva todas essas propostas de vacinas. Esperamos que, a partir de abril do ano que vem, a Fiocruz j√° tenha capacidade de produ√ß√£o interna da vacina”, explicou H√©lio Angotti em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (20). Segundo o secret√°rio-executivo do Minist√©rio da Sa√ļde, Elcio Franco, a pasta ainda n√£o definiu quais ser√£o os primeiros grupos a receber as doses iniciais da vacina. Franco destacou que novas informa√ß√Ķes devem surgir a partir dos estudos realizados pelas vacinas em teste no Brasil. De acordo com informa√ß√Ķes da CNN Brasil, as negocia√ß√Ķes entre a Fiocruz e a AstraZeneca, farmac√™utica europeia parceria da universidade no projeto, se intensificaram a partir de julho, quando o Brasil assinou um memorando de entendimento, uma esp√©cie de pr√©-contrato, para possibilitar a produ√ß√£o de 100 milh√Ķes de doses da imuniza√ß√£o no Brasil.


Tags:
18 de agosto de 2020
Bahia

Anvisa aprova testes na Bahia com nova vacina contra Covid-19

A Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) autorizou a realiza√ß√£o de testes na Bahia, e em mais 6 estados brasileiros, de uma vacina contra o novo coronav√≠rus desenvolvida pela empresa Janssen-Cilag Farmac√™utica. De acordo com informa√ß√Ķes do Bahia Not√≠cias, ¬†ensaio cl√≠nico aprovado √© um estudo fase 3, que vai avaliar a efic√°cia e seguran√ßa da Ad26.COV2.S, como √© denominado o imunizante, em um grande grupo de pessoas. Os testes ser√£o feitos com uma dose √ļnica da vacina ou placebo. Eles preveem a inclus√£o de at√© 60 mil volunt√°rios, com 18 anos ou mais, sendo 7 mil no Brasil,¬† distribu√≠dos pelos estados do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Paran√°, Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Norte. O recrutamento dos volunt√°rios √© de responsabilidade dos centros que conduzem a pesquisa.¬† O estudo √© randomizado, duplo cego e controlado por placebo. De acordo com a ag√™ncia reguladora, a vacina √© composta de um vetor recombinante, n√£o replicante, de adenov√≠rus tipo 26 (Ad26), constru√≠do para codificar a prote√≠na S (Spike) do v√≠rus SARS-CoV2.Este √© o quarto estudo de vacina contra o novo coronav√≠rus autorizado pela Anvisa no Brasil. No dia 2 de junho, a Ag√™ncia¬† autorizou o ensaio cl√≠nico da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido. Em 3 de julho, o da vacina desenvolvida pela empresa Sinovac Research & Development Co. Ltd. em parceria com o Instituto Butantan. J√° em 21 de julho, foi a vez das vacinas desenvolvidas pela BioNTech e Wyeth/Pfizer.


Tags:
7 de agosto de 2020
Bahia

Rui Costa anuncia parceria com China para testes de vacina contra Covid-19 na Bahia

Foto: Camila Souza/GOVBA

Na manh√£ desta sexta-feira (7), o governador Rui Costa, juntamente com o secret√°rio estadual de Sa√ļde, F√°bio Vilas-Boas, e a secret√°ria de Ci√™ncia e Tecnologia, Ad√©lia Pinheiro, participou de uma teleconfer√™ncia com um grupo composto por duas empresas chinesas que est√£o desenvolvendo duas linhas de vacinas contra a Covid-19.¬† “N√≥s fizemos o contato com eles para que o Nordeste, e obviamente a Bahia, participassem dessa pesquisa. Eles concordaram e ainda hoje enviar√£o os documentos para que a gente assine um protocolo conjuntamente j√° na pr√≥xima semana. A partir da√≠, pediremos autoriza√ß√£o √† Comiss√£o Nacional de √Čtica e Pesquisa, do Conselho Nacional de Sa√ļde, e tamb√©m da Anvisa, para fazermos os testes dessa vacina”, explicou o governador. Ainda segundo Rui, se os testes forem aprovados, os lotes da vacina devem ser enviados em 30 dias. “Seriam em torno de 4 mil pacientes testados por aqui. Essa vacina j√° foi aplicada em 100 mil chineses e tamb√©m em outros pa√≠ses”. O governador tamb√©m lembrou que a Bahia j√° participa de um teste de uma empresa americana. “Al√©m disso, vamos assinar um documento com uma empresa russa para fazer um teste com a vacina desenvolvida por eles. Com isso, estamos buscando aproximar o interc√Ęmbio cient√≠fico de pesquisa e de sa√ļde e ao mesmo tempo nos colocando na frente para termos acesso √†s primeiras vacinas oferecidas, para imunizar a nossa popula√ß√£o”.

Banner Publicit√°rio


Tags:
29 de julho de 2020
Mundo

R√ļssia anuncia que aprovar√° registro de vacina para Covid-19 j√° em agosto

Foto: Reprodução

A primeira vacina contra Covid-19 em desenvolvimento na R√ļssia receber√° aprova√ß√£o regulat√≥ria local ainda em agosto, anunciou o governo nesta quarta-feira (29). De acordo com informa√ß√Ķes do G1, Tatiana Golikova, vice-primeira-ministra da R√ļssia afirmou que o imunizante em desenvolvimento no Instituto Gamaleya de Epidemiologia e Microbiologia, em Moscou, tem registro previsto para agosto de 2020 com a condi√ß√£o de “outro ensaio cl√≠nico para 1600 pessoas ser realizado” em seguida. “O in√≠cio da produ√ß√£o est√° previsto para setembro de 2020”, completou. “Outra vacina foi desenvolvida pelo Centro de Pesquisa Estatal Vector de Rospotrebnadzor, os ensaios cl√≠nicos combinados come√ßaram, sua conclus√£o e o registro estatal est√£o planejados para setembro. O primeiro lote est√° previsto para ser produzido em outubro de 2020”, afirmou Golikova. Nove pa√≠ses que desenvolvem vacinas contra a Covid j√° testam em humanos, mas s√≥ tr√™s est√£o na etapa final. Sobre a vacina do Instituto Gamaleya, uma fonte da ag√™ncia Reuters pr√≥xima ao desenvolvimento afirmou que “a aprova√ß√£o (regulat√≥ria) ser√° nas duas primeiras semanas de agosto”. “Dez de agosto √© a data esperada, mas seguramente ser√° antes de 15 de agosto. Todos os resultados (experimentais) at√© agora s√£o altamente positivos”, disse essa fonte.


Tags:
23 de julho de 2020
Bahia

Governador anuncia apoio em testes de vacina para Covid-19 na Bahia

Foto: Paula Fróes/GOVBA

O governador Rui Costa abriu a edi√ß√£o do #PapoCorreria, na noite desta quarta-feira (22), com o an√ļncio do apoio do Estado √† testagem de uma vacina contra a Covid-19 na Bahia. Os testes ser√£o feitos pelas Obras Sociais Irm√£ Dulce (Osid) e pelo pesquisador Edson Moreira, respons√°vel por um centro de pesquisa que est√° funcionando nas instala√ß√Ķes da entidade, no bairro Dendezeiros, em Salvador. O local ir√° realizar a testagem de vacinas para a Covid-19, em conjunto com o laborat√≥rio privado Pfizer. O governador detalhou que ‚Äúser√£o realizados 1000 testes, sendo 500 com placebo e 500 com carga antiviral, de modo a ativar a fase 3 de testagem‚ÄĚ. Acompanhado do secret√°rio estadual da Sa√ļde, F√°bio Vilas-Boas, Rui ainda garantiu que ‚Äú√© de interesse da gest√£o estadual inserir a Bahia nesse cen√°rio de testes de vacina contra a Covid, sejam vacinas desenvolvidas por organismos p√ļblicos ou por laborat√≥rios privados, como o da Pfizer‚ÄĚ.


Tags:
15 de julho de 2020
Sa√ļde

Universidade de Brasília será polo de teste para vacina contra Covid-19

A Universidade de Bras√≠lia (UNB) participa de um ensaio cl√≠nico nacional para testar a efic√°cia da CoronaVac, uma vacina contra o novo coronav√≠rus em humanos. Desenvolvida pela farmac√™utica chinesa Sinovac Biotech, a vacina est√° em fase de testes e ser√° aplicada em 9 mil volunt√°rios de todo o Pa√≠s.¬† Na UnB, a pesquisa √© coordenada pelo professor Gustavo Romero, pesquisador do N√ļcleo de Medicina Tropical da Universidade, em parceria com o Setor de Gest√£o da Pesquisa e Inova√ß√£o Tecnol√≥gica do Hospital Universit√°rio de Bras√≠lia (HUB). Nossa perspectiva √© bastante positiva com este projeto. No momento, estamos trabalhando para viabilizar quest√Ķes t√©cnicas e cient√≠ficas. N√£o descansaremos at√© termos o primeiro paciente vacinado‚ÄĚ, diz Romero.¬† A CoronaVac √© uma vacina inativada aplicada em duas doses, com intervalo de 14 dias. Os resultados apresentados na fase de desenvolvimento foram considerados promissores, resultando na produ√ß√£o de anticorpos neutralizantes em 90% dos participantes que receberam a imuniza√ß√£o. ‚ÄúSabemos que a produ√ß√£o de uma vacina eficaz e segura ser√° a principal medida de sa√ļde p√ļblica no combate √† pandemia, sobretudo ao considerar a alta taxa de cont√°gio do v√≠rus Sars-CoV2 e a falta de medicamentos comprovadamente eficazes e dispon√≠veis √† popula√ß√£o‚ÄĚ, observa Dayde Mendon√ßa, professora da Faculdade de Ci√™ncias da Sa√ļde (FS) e gerente de Ensino e Pesquisa do HUB. Ela integra a equipe que conduzir√° os testes no hospital. O ensaio cl√≠nico nacional √© coordenado pelo Instituto Butantan de S√£o Paulo e foi autorizado pela Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa). De acordo com o professor Romero, a UnB espera incluir aproximadamente 850 participantes volunt√°rios nos testes, sendo eles profissionais de sa√ļde maiores de 18 anos, saud√°veis e que n√£o tenham sofrido infec√ß√£o assintom√°tica ou a doen√ßa causada pelo Sars-CoV2, a Covid-19.


Tags: