Tag: Whatsapp/
-------- PUBLICIDADE --------
Mundo Animal Barra venc dia 04



14 de maio de 2019
Brasil

Usu√°rios de smartphone devem atualizar WhatsApp, orienta empresa

Foto: Divulgação

O WhatsApp divulgou hoje (14) recomenda√ß√Ķes a usu√°rios para que atualizem o aplicativo em seus smartphones. O motivo da orienta√ß√£o diz respeito a uma falha na seguran√ßa que teria permitido o acesso de hackers e a instala√ß√£o de pequenos programas maliciosos (spywares) para coletar informa√ß√Ķes dos usu√°rios.

A a√ß√£o teria utilizado um software de espionagem semelhante aos desenvolvidos pela empresa israelense NSO Group, que comercializa solu√ß√Ķes deste tipo junto a governos. Por meio do programa, os hackers teriam como acessar informa√ß√Ķes dos smartphones dos usu√°rios de forma remota.

Continue lendo…


1 de março de 2019
Notícias

Polícia Rodoviária disponibiliza Whatts App para motoristas

Foto: PRF/Divulgação

Neste Carnaval 2019, o Batalh√£o de Pol√≠cia Rodovi√°ria (BPRv) da Pol√≠cia Militar disponibiliza um canal de comunica√ß√£o para os motoristas que v√£o pegar estrada, atrav√©s do n√ļmero (71) 99963-2312, al√©m de distribuir panfletos e folders com dicas de seguran√ßa para uma viagem tranquila e sem sustos..

O tenente-coronel Jarbas Oliveira, comandante da unidade especializada, afirmou que os condutores podem, por exemplo, comunicar acidentes nas rodovias por este zap e explica ser importante uma manuten√ß√£o preventiva do ve√≠culo antes de pegar a estrada, observando, principalmente, itens de seguran√ßa, como pneus, freios e amortecedores.Continue lendo…


21 de janeiro de 2019
Chapada Diamantina

Whatsapp Den√ļncia ajuda Cipe Chapada a prender traficante com armas e drogas

Foto: Divulgação Cipe Chapada

A partir de uma den√ļncia do ‚ÄúZap Den√ļncia‚ÄĚ da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe Chapada), uma guarni√ß√£o da unidade localizou Lucas Santos Nunes e Vinicius Barbosa dos Santos com drogas e um simulacro de pistola no munic√≠pio de Macajuba, neste s√°bado (19).

De acordo com o major Ricardo Passos, comandante da unidade, assim que os policiais chegaram ao loteamento João Pereira, no referido município, Lucas, conhecido como Cabeça, tentou fugir, mas foi alcançado e detido pelos PMs. Em seu quarto foi encontrado uma quantidade de maconha e cocaína.

Ap√≥s essa pris√£o, a guarni√ß√£o deslocou at√© a resid√™ncia do comparsa de Cabe√ßa, e na casa de Vinicius, foram encontrados mais drogas, um caderno de anota√ß√Ķes do tr√°fico e material para embalagem de entorpecentes.

As 131 trouxas de maconha, 21 pinos de cocaína, o simulacro de arma de fogo, R$ 234 reais e objetos possivelmente trocados por drogas, como um relógio, três celulares e uma pulseira de ouro foram entregues na Delegacia Territorial de Itaberaba. Lucas Santos Nunes e Vinicius Barbosa dos Santos também foram apresentados na mesma unidade.

Foto: Divulgação


21 de janeiro de 2019
Entretenimento

WhatsApp limita reenvios de mensagens a 5 destinat√°rios

Foto: Divulgação

O aplicativo de conversas WhatsApp est√° limitando para cinco o n√ļmero de vezes que um usu√°rio pode reenviar um texto, em uma tentativa de combater dissemina√ß√£o de informa√ß√Ķes falsas e rumores, afirmaram executivos da companhia nesta segunda-feira (21).

Os usuários de dispositivos Android receberão a atualização primeiro, a partir desta segunda, e depois o novo limite também será disponibilizado para aparelhos Apple.

Anteriormente, um usu√°rio do WhatsApp poderia reenviar uma mensagem para 20 outros usu√°rios ou grupos, independentemente do n√ļmero de pessoas que existam no grupo. O limite de pessoas em um grupo do WhatsApp √© 256. Com a nova medida do aplicativo, ainda √© poss√≠vel encaminhar uma mensagem para 5 grupos, por exemplo.

O limite de cinco reenvios expande para n√≠vel global uma medida que o WhatsApp colocou em pr√°tica na √ćndia em julho, depois da dissemina√ß√£o de rumores em m√≠dias sociais que levaram a assassinatos e tentativas de linchamento.


18 de outubro de 2018
Brasil

WhatsApp esvazia debate na campanha eleitoral deste ano

Foto: Informe Barra

As elei√ß√Ķes presidenciais de 2018 inauguraram uma nova maneira de se fazer campanha no Brasil, conforme os especialistas ouvidos pela Ag√™ncia Brasil. O hor√°rio eleitoral gratuito no r√°dio e na televis√£o perdeu a aten√ß√£o quase exclusiva dos eleitores, que tamb√©m n√£o seguem mais seus candidatos em carreatas ou passeios p√ļblicos – mas em espa√ßos virtuais fidelizados como os perfis dos pol√≠ticos nas redes sociais.

‚Äú√Č quase uma n√£o campanha‚ÄĚ, considera o cientista pol√≠tico Malco Camargos, professor da PUC Minas. ‚ÄúO elemento novo s√£o as redes sociais‚ÄĚ, assinala a diretora-executiva do Ibope, Marcia Cavallari. ‚Äú√Č um fen√īmeno novo, ainda em teste‚ÄĚ, opina Beatriz Martins, autora do livro Autoria em Rede: os novos processos autorais atrav√©s das redes eletr√īnicas.

Com essas mudan√ßas, o debate p√ļblico ficou esvaziado. Em vez da discuss√£o de propostas sobre gera√ß√£o de emprego, atendimento √† sa√ļde, qualidade do ensino, transporte ou seguran√ßa p√ļblica, eleitores usam seu tempo compartilhando memes com supostos atributos do seu candidato ou com defeitos do oponente.

‚ÄúAs mensagens correm em grupos fechados, dentro das bolhas. Esse ambiente n√£o se caracteriza como espa√ßo p√ļblico. N√£o h√° oportunidade de contradit√≥rio‚ÄĚ, descreve Beatriz Martins. Nem sempre os conte√ļdos repassados s√£o comprovados.

Familiares, amigos e colegas de trabalho se tornaram cabos eleitorais engajados, compartilhando in√ļmeras mensagens por dia, por vezes falsas, como atesta avalia√ß√£ode 347 grupos de WhatsApp feita pelos professores Pablo Ortellado (USP), Fabr√≠cio Benvenuto (UFMG) e a Ag√™ncia Lupa de checagem de fatos. O estudo mostra que entre as imagens mais compartilhadas apenas 8% podem ser classificadas como verdadeiras.


28 de março de 2017
Mundo

WhatsApp dar√° dois minutos para usu√°rio se arrepender e ‘cancelar’ mensagem

Novidade

O WhatsApp continua testando a possibilidade de permitir aos usu√°rios o cancelamento do envio de uma mensagem, oferecendo uma chance para de evitar que uma publica√ß√£o constrangedora chegue ao destinat√°rio. A empresa j√° desenvolve a ferramenta h√° alguns meses, mas agora reduziu o per√≠odo em que √© poss√≠vel ‚Äúrevogar‚ÄĚ o envio.

Quando o recurso foi conhecido inicialmente, o WhatsApp pensava em dar at√© 29 minutos para que o usu√°rio deletasse o post, mas agora esse per√≠odo se transformou em apenas 2 minutos, como informa o perfil WABetaInfo, que acompanha e destrincha as atualiza√ß√Ķes do aplicativo atr√°s de novidades.Continue lendo…


Tags:
15 de novembro de 2016
Mundo

WhatsApp libera chamada de vídeo a todos os usuários; saiba usar

Chamadas de vídeo

Chamadas de vídeo

Depois de quase um m√™s testando o recurso, o WhatsApp est√° liberando as videochamadas para todos os usu√°rios, em todos os sistemas operacionais.¬†“Dentro dos pr√≥ximos dias, mais de um bilh√£o de usu√°rios do WhatsApp poder√£o fazer chamadas de v√≠deo nas plataformas Android, iPhone e Windows Phone”, diz texto publicado no blog da empresa. Ou seja, a novidade est√° chegando gradualmente.

Para fazer as chamadas com v√≠deo, √© preciso ir na aba chamadas, ir em contatos, selecionar o amigo com quem deseja falar e apertar o √≠cone em formato de filmadora. Durante a chamada, √© poss√≠vel alternar entre as c√Ęmeras frontal e traseira e silenciar a chamada.

O recurso s√≥ funciona se o contato em quest√£o tamb√©m j√° esteja com a nova vers√£o do WhatsApp. Se n√£o for o caso, a pessoa vai receber uma mensagem de erro:¬†“Chamada n√£o completada. N√£o foi poss√≠vel realizar a chamada. O usu√°rio precisa atualizar o WhatsApp para receber chamadas de v√≠deo”.

“Nosso objetivo √© de que este recurso esteja dispon√≠vel indiscriminadamente para todos, e n√£o somente para aquelas pessoas que podem comprar aparelhos mais caros ou que residam em um pa√≠s com excelente servi√ßo de cobertura de telefonia celular”, completa o WhatsApp. (Informa√ß√Ķes do Correio24horas)


1 de julho de 2016
Brasil

Justi√ßa bloqueia R$ 19,5 milh√Ķes do Facebook por Whatsapp n√£o cooperar com investiga√ß√Ķes

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

A Justi√ßa Federal de Londrina, no Paran√°, determinou o bloqueio de R$ 19,5 milh√Ķes das contas do Facebook, dono do aplicativo Whatsapp, por descumprir uma decis√£o judicial. De acordo com informa√ß√Ķes noticiadas em alguns sites brasileiros, o Whatsapp teria se recusado a liberar dados de mensagens de traficantes investigados pela Pol√≠cia Federal na opera√ß√£o Quijarro. A opera√ß√£o foi deflagrada na √ļltima quarta-feira (29), pela Pol√≠cia Federal, em tr√™s estados e prendeu uma organiza√ß√£o criminosa de tr√°fico internacional de drogas. A decis√£o atinge o Facebook porque o Whatsapp n√£o tem conta banc√°ria nem representante legal no Brasil. O aplicativo j√° foi bloqueado por duas vezes no pa√≠s, sob acusa√ß√£o de n√£o colaborar com investiga√ß√Ķes criminais. A decis√£o, desta vez, n√£o bloqueia o servi√ßo para os usu√°rios, e o valor bloqueado √© referente a multas n√£o pagas pelo aplicativo. O WhatsApp, nas duas vezes em que o aplicativo ficou impedido de funcionar, informou que n√£o armazena conversas dos usu√°rios e que n√£o tem como entregar dados √† Justi√ßa. Desde o m√™s de abril, as conversas no Whatsapp s√£o criptografadas, para que as mensagens sejam acessadas apenas pelo remetente e o destinat√°rio.

Fonte: Bahia Noticias


Tags: