Tag: conta de luz/
-------- PUBLICIDADE --------
Mundo Animal Barra venc dia 04
Casa Nova banner atual



26 de outubro de 2018
Economia

Conta de luz ter√° bandeira tarif√°ria amarela em novembro

Foto: Reprodução

A Ag√™ncia Nacional de Energia El√©trica (Aneel) anunciou hoje (26) que a bandeira tarif√°ria que ser√° aplicada nas contas de luz em novembro ser√° amarela. Assim, haver√° uma redu√ß√£o na cobran√ßa em rela√ß√£o aos cinco meses anteriores, quando a bandeira foi vermelha.

A bandeira amarela tem custo de R$ 1 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos. Já a bandeira vermelha, que vigorava desde junho, prevê cobrança de R$ 5 a cada 100 kWh.

A justificativa para a redução na cobrança está no início do período de chuvas. Segundo a Aneel, apesar de os reservatórios ainda estarem com níveis reduzidos, a agência acredita que com o início da estação chuvosa haja elevação gradual no nível de produção de energia pelas usinas hidrelétricas.


14 de julho de 2018
Barra da Estiva

Coelba anuncia acordo com a Caixa e contas voltarão a ser pagas nas lotéricas a partir de sábado (14)

Foto: Divulgação

A Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba) anunciou, na noite desta sexta-feira (13), que fechou um acordo com a Caixa Econ√īmica Federal (CEF) e restabeleceu contrato com o banco para que pagamentos de conta de luz voltem a ser feitos nas casas lot√©ricas de todo o estado.

Conforme a Coelba, os consumidores já poderão fazer o pagamento nas lotéricas a partir de sábado (14). Os detalhes do acordo entre a empresa e o banco não foram divulgados.

Pagamentos das faturas da concession√°ria de energia estavam suspenso nas casas lot√©ricas desde o dia 1¬ļ de junho, por causa do fim do contrato com a Caixa, que administra o servi√ßo.

Na ocasião, a Coelba informou que as tentativas de negociação com o banco começaram em novembro de 2017, mas não houve acordo em relação ao reajuste de 50,5% no valor da tarifa por fatura arrecadada. Isso, segundo a companhia, inviabilizou a manutenção do convênio de arrecadação.

No entanto, durante mais de um mês após a suspensão do serviço,milhares de consumidores reclamaram da dificuldade para pagar a fatura nos pontos de atendimentos restantes e das filas imensas para conseguir fazer o serviço.

Ap√≥s recomenda√ß√£o do Minist√©rio P√ļblico da Bahia (MP-BA), feita na quarta-feira (11), a empresa conseguiu negociar com a caixa para restabelecer o pagamento das faturas nas lot√©ricas. (G1)


Tags:
28 de maio de 2018
Brasil

Conta de luz ser√° mais cara em junho com bandeira vermelha

Conta de Luz mais cara

A bandeira tarif√°ria para o m√™s de junho ser√° vermelha (patamar 2) com custo de R$ 5 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos. Segundo comunicado divulgado pela Ag√™ncia Nacional de Energia El√©trica (Aneel), ‚Äúcom o fim do per√≠odo √ļmido, os reservat√≥rios do Sul apresentaram redu√ß√£o de volume provocando o aumento do risco hidrol√≥gico (GSF) e o pre√ßo da energia no mercado de curto prazo (PLD)‚ÄĚ.

Al√©m disso, destaca a Aneel, a previs√£o de chuvas √© baixa quando comparada √† m√©dia hist√≥rica. O GSF e o PLD s√£o as duas vari√°veis que determinam a cor da bandeira a ser acionada.

Neste mês de maio está vigorando a bandeira tarifária amarela na conta de energia.

Composto pelas cores verde, amarela e vermelha (patamar 1 e 2), o sistema de bandeiras foi criado, de acordo com a Aneel, para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica.

De acordo com o Correio, com a adoção da bandeira vermelha, a Aneel aconselha os consumidores a adotar hábitos que contribuam para a economia de energia, como tomar banhos mais curtos utilizando o chuveiro elétrico, não deixar a porta da geladeira aberta e não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar-condicionado.


23 de abril de 2018
Bahia

Bahia: reajuste médio de 16,85% da tarifa de energia elétrica entra em vigor

Foto: Reprodução

A tarifa de energia el√©trica na Bahia teve um reajuste m√©dio de 16,95%, divulgado pela Ag√™ncia Nacional de Energia El√©trica (Aneel) na √ļltima ter√ßa-feira (17), passou a vigorar no domingo (22).

De acordo com a Coelba, para os clientes de baixa tensão, onde estão incluídos os clientes residenciais, a variação média será de 17,27%.

Já os consumidores atendidos em alta tensão, clientes industriais e comerciais de médio e grande porte, terão as contas reajustadas em 16,17%.


2 de janeiro de 2018
Economia

Tarifa branca pode baratear conta de luz; veja

Foto: Reprodução

Desde a segunda-feira (1/1) uma nova modalidade tarif√°ria de energia el√©trica est√° dispon√≠vel para consumidores com m√©dia mensal superior a 500 quilowatt/hora (kWh) e para novas liga√ß√Ķes. √Č a tarifa branca, que mostra a varia√ß√£o do valor da energia conforme o dia e o hor√°rio do consumo e ser√° oferecida para unidades consumidoras que atendidas em baixa tens√£o, como resid√™ncias e pequenos com√©rcios.

Segundo a Ag√™ncia Nacional de Energia El√©trica (Aneel), todas as distribuidoras do pa√≠s dever√£o atender aos pedidos de ades√£o √† tarifa branca das novas liga√ß√Ķes e dos consumidores com m√©dia mensal superior a 500 kWh.

A tarifa branca dá ao consumidor a possibilidade de pagar valores diferentes em função da hora e do dia da semana em que a energia elétrica é consumida. Se o consumidor usar a energia elétrica nos períodos de menor demanda, como pela manhã, início da tarde e de madrugada, por exemplo, o valor pago pela energia consumida será menor.

Se o consumidor, porém, achar que a tarifa branca não apresenta vantagem, ele pode solicitar sua volta à tarifa convencional. A distribuidora terá 30 dias para atender ao pedido. Todavia, se voltar à tarifa branca, o consumidor terá um período de carência de 180 dias. Por isso, é importante que, antes de optar pela tarifa branca, o consumidor examine seu perfil de consumo para ver qual tarifa lhe atende melhor.

De acordo com a Aneel a tarifa branca não é recomendada para quem concentra o consumo nos períodos de ponta e intermediário porque o valor da fatura pode subir. Para ter certeza do seu perfil, o consumidor deve comparar suas contas com a aplicação das duas tarifas. Isso é possível por meio de simulação com base nos hábitos de consumo e equipamentos.

A tarifa branca n√£o se aplica aos consumidores residenciais classificados como baixa renda, benefici√°rios de descontos previstos em Lei, e √† ilumina√ß√£o p√ļblica.

Para mais informa√ß√Ķes sobre a tarifa branca, o consumidor pode consultar o site da Aneel.

Informe Publicit√°rio